ESCUTE LF RÁDIO WEB

ESSES FORAM OS DESTAQUES DO PROGRAMA CARIRI INDEPENDENTE DE SÁBADO 29.08

ESSES FORAM OS DESTAQUES DO PROGRAMA CARIRI INDEPENDENTE DE SÁBADO 29.08
AGUARDEM A PAUTA DO PRÓXIMO PROGRAMA

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

VEREADOR DE SERRA BRANCA REQUENTA PROMESSA DE ABERTURA DA UPA

O município de Serra Branca foi contemplado com uma emenda no valor de R$ 950.000,00 para equipar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

A pouco mais de um mês, o vereador Flávio Torreão tinha anunciado a conquista de uma emenda no valor de R$ 500.000.00 através do Deputado Federal Wellington Roberto para equipar a unidade, faltando assim outro montante para possibilitar a aquisição de todo equipamento por completo.

Em entrevista concedida nesta terça-feira  ao Jornal do Meio Dia da Serra Branca FM, o vereador serrabranquense Flávio Torreão, falou da aquisição de mais R$ 450.000,00 também através do Deputado Wellington Roberto, completando a quantia de R$ 950.000.00 que assim vai possibilitar, após a liberação desses recursos o pleno funcionamento da UPA de Serra Branca.

Ele destacou que as emendas já estão garantidas, só é preciso esperar o processo que ocorre para disponibilizar o pagamento. Flávio falou que a expectativa é que nos primeiros meses do  ano a UPA esteja em funcionamento, dando segurança na área da Saúde a população de toda região.

Em relação à realização do concurso público no município, que vem sendo discutido e dividindo opiniões, Flávio disse que não é contra a nenhum tipo de concurso público, porque é um direito da população.

ELEIÇÕES 2016

Em relação à saída do Secretário de Serviços Urbanos, Souzinha, do PMDB, Flávio revelou que foi pego de surpresa com a saída do pré-candidato a prefeito da legenda.

Flávio vem sendo apontado como um possível pré-candidato a prefeito do município, em relação a essa cogitação ele agradeceu por ter o nome lembrado pelos cidadãos e até adversários, mas disse que esse é o momento de discutir os problemas da cidade e não possíveis nomes a candidato. Porém, Flávio Torreão reafirmou que é um soldado do grupo e jamais hesitará em atender a qualquer chamado dos aliados e da população.

O vereador destacou que o maior desafio de Serra Branca é mudar a forma de se fazer política no município, e que é a população que perde com isso.

Fonte: Serra Branca FM
Foto: Serra Branca FM

ASSASSINATO NO CARIRI

Um jovem de 27 anos foi esfaqueado na noite desta segunda-feira (31), no antigo Curral de Gado, na cidade de Sumé, no Cariri paraibano.

Conforme informações, a vítima foi surpreendida por um homem que golpeou com uma facada no tórax. O jovem foi socorrido para o Hospital Alice de Almeida, em Sumé, e transferido para o Hospital de Trauma de Campina Grande. Seu estado de saúde é estável.

O suspeito da tentativa de homicídio está foragido. Às causas da briga não foram informadas.

LF/vitrine

Metade das obras de saneamento do PAC enfrenta problemas, mostra balanço

Entre as obras de saneamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), 52% enfrentam problemas, das quais 20% estão paralisadas, 17% atrasadas e 15% ainda não foram iniciadas, segundo balanço feito a partir da análise de 337 empreendimentos e divulgado hoje (1º) pelo Instituto Trata Brasil. O estudo mostra ainda que 29% das obras de água e esgoto foram concluídas e 15% estão com andamento normal.

Ao todo, os investimentos previstos somam R$ 21,09 bilhões, sendo R$ 10,87 bilhões para obras de esgoto e R$ 10,21 bilhões para água. A maior parte dos recursos é da Caixa Econômica Federal  (R$ 12,14 bilhões), o que representa 57,6% do total. Outra parte do financiamento vem do Orçamento Geral da União, com R$ 5,44 bilhões (25,8%) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, com R$ 3,5 bilhões (16,6%).

O presidente do Trata Brasil, Edison Carlos, disse que, na avaliação das duas fases do programa (PAC 1 e PAC 2), há um avanço satisfatório das obras mais antigas. “Quando a gente faz um recorte do PAC 1, ou seja, de projetos assinados entre 2007 e 2009, aí teve um avanço importante, com 45% dessas obras mais antigas concluídas”, destacou.

Os atrasos da primeira fase estão muitas vezes relacionados, de acordo com Carlos, a projetos iniciais ruins, quando as prefeituras e companhias de saneamento ainda não estavam preparadas para fazer os investimentos. “O PAC 1 sofreu muitos problemas por conta da má qualidade dos projetos que foram apresentados à época. O governo Lula colocou o PAC, mas ninguém tinha projeto novo”, ressaltou.

Saiba Mais
Governo do Rio investe em saneamento para viabilizar Jogos Olímpicos
BNDES financiou R$ 1,9 bilhão em projetos de saneamento no ano passado
Em relação às obras mais recentes, os atrasos acontecem por motivos diversos, como os entraves burocráticos. “Entram outros gargalos, licenças ambientais, licença de instalação: problemas de burocracia na aprovação das várias fases em que o projeto tem que tramitar", afirmou o presidente do instituto.

São Paulo

Em São Paulo, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) informou que algumas obras foram postergadas devido à crise hídrica. “Devido à extrema escassez hídrica que assola a Região Sudeste e em especial o estado de São Paulo, fez-se necessária uma revisão no plano de investimentos da Sabesp, no qual priorizamos a execução de obras de abastecimento de água”, diz uma carta enviada pelo presidente da companhia, Jerson Kelman, na qual responde questionamentos do Trata Brasil.

Uma das obras com o início adiado é a do sistema de coleta de esgoto, no centro da capital paulista, região do Anhangabaú, orçada em R$ 456 milhões. Também foi adiada a ampliação da estação de tratamento de esgoto Guaraú, em Caieiras, com previsão e investimentos de R$ 100,8 milhões. Ao todo, a Sabesp postergou o início de sete projetos de saneamento sob a justificativa da crise hídrica.

Ministério das Cidades

Apesar do ajuste fiscal, Edison Carlos disse que o governo federal tem sinalizado que os recursos para as obras já aprovadas estão garantidos. “Teoricamente, não era para ter restrição nessas obras que já estão andando. Agora, certamente que vai ser muito mais difícil que novas obras entrem nesse processo”, afirmou.

Em comunicado, o Ministério das Cidades informou que, além da necessidade de rigorosa observância às leis, outros fatores atrasam o andamento das obras, como a falta de quadros técnicos qualificados nos municípios e problemas nos projetos. “O Ministério das Cidades acompanha regularmente as iniciativas, dando apoio na solução dos principais problemas detectados, além de promover cursos de capacitação – presenciais e à distância”.

Segundo o ministério, parte dos investimentos só foi definida recentemente. “Cerca de metade da carteira de investimentos de saneamento básico do PAC 2, sob gestão do Ministério das Cidades, por exemplo, foi selecionada em 2013, ou seja, ainda não houve tempo hábil para pleno desenvolvimento de parte significativa das obras”, diz a nota, acrescentando que as obras do PAC 1 estão com mais de 76% de execução.

Edição: Maria Claudia

Quase metade das cidades do NE ainda tem alto índice de vulnerabilidade social

O Índice de Vulnerabilidade Social brasileiro caiu 27% no período de 2000 a 2010, fazendo com que o país passasse da faixa de alta vulnerabilidade social para a faixa de média vulnerabilidade social. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (1º) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O quadro de disparidades regionais no país permanece, com concentração de municípios na faixa de muito alta vulnerabilidade social, dento destaque no Nordeste e na região Norte.

A melhora, segundo o levantamento, foi mais nítida em alguns estados das regiões Centro-Oeste (como a faixa de fronteira de Mato Grosso do Sul), Norte (especialmente no Tocantins) e Nordeste (com destaque para o sul da Bahia, Ceará, Rio Grande do Norte e leste de Pernambuco).

De acordo com a publicação Atlas da Vulnerabilidade Social nos Municípios Brasileiros, o número de cidades com alta ou muito alta vulnerabilidade social caiu de 3.610 no ano 2000 para 1.981 em 2010. Já o de municípios com baixa ou muito baixa vulnerabilidade social passou de 638 para 2.326 no mesmo período.

A vulnerabilidade social à que o índice se refere indica a ausência ou insuficiência de recursos ou estruturas (como fluxo de renda, condições adequadas de moradia e acesso a serviços de educação) que deveriam estar à disposição de todo cidadão. A divulgação do índice serve para orientar gestores no desenvolvimento de políticas públicas de acordo com as carências e necessidades de cada localidade.

O Ipea ressaltou, entretanto, que o quadro de disparidades regionais no país permanece, com concentração de municípios na faixa de muito alta vulnerabilidade social no Norte (Acre, Amazonas, Pará, Amapá e Rondônia) e no Nordeste (principalmente no Maranhão, em Alagoas e em Pernambuco, além de porções do território baiano).

“Num país desigual como o nosso e que, apesar de todos os avanços, ainda apresenta um quadro de vulnerabilidade social média, a gente não derrotou o problema da vulnerabilidade social estrutural. A gente está em um processo. Os avanços são substantivos. Não há como o Brasil se desenvolver e ser um país minimamente mais justo se as políticas sociais não tiverem continuidade”, explicou o diretor de Estudos e Políticas Regionais, Urbanas e Ambientais do Ipea, Marco Aurélio Costa.

Desigualdades regionais

Os dados mostram que, no Centro-Oeste e no Sudeste, mais de 48% dos municípios estavam na faixa de baixa vulnerabilidade social em 2010. O Sul, por outro lado, registrou o maior percentual de cidades com índice de vulnerabilidade muito baixo: 28,7%. No Norte, 41,9% dos municípios tinham vulnerabilidade social muito alta, enquanto na Região Nordeste quase metade das cidades (47,7%) apresentava alto índice de vulnerabilidade social.

“Como o Brasil é um país que tem desigualdades regionais muito expressivas, os efeitos das políticas ocorrem de maneiras diferentes nas diversas regiões”, destacou Costa.

Segundo a publicação, o aspecto que mais influenciou a redução do índice de vulnerabilidade social no país é o que engloba renda e trabalho. Todos os indicadores que envolvem insegurança de renda e precariedade nas relações de trabalho tiveram melhora entre 2000 e 2010, refletindo, de acordo com o estudo, a redução da informalidade, do trabalho infantil e o aumento da ocupação.

“O Brasil fez um esforço de políticas sociais muito grandes. Esse esforço deu resultados e é importante manter as políticas sociais para que a gente continue a avançar e se torne uma sociedade menos injusta e menos desigual”, concluiu o diretor do Ipea.

LF/correio

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Mulher é encontrada morta na PB e polícia suspeita de apedrejamento

Devido ao estado de putrefação do corpo, peritos indicaram que o crime teria ocorrido 12 horas antes da localização do cadáver; motivações para o crime e os possíveis suspeitos eram desconhecidos...


O corpo de uma agricultora de 43 anos foi encontrado no sítio Bananal, na Zona Rural do município de Alagoa Nova, no Agreste da Paraíba, a 148 km de João Pessoa, na tarde desta terça-feira (1º). Segundo a Polícia Militar, o cadáver apresentava diversas escoriações, principalmente na face, e estava próximo a muitas pedras, que poderiam ter sido arremessadas contra a vítima no momento do crime, de acordo com os primeiros levantamentos da perícia.

Conforme explicou o tenente Florestan Ferreira, da PM do município vizinho de Esperança, que também atua na área da ocorrência, moradores encontraram o corpo por volta das 14h e acionaram a polícia. Uma viatura se dirigiu ao local e apurou com os presentes que a mulher era conhecida por ingerir bebidas alcoólicas constantemente. No entanto, a população local desconhecia o que poderia ter motivado o crime ou quais seriam os possíveis suspeitos.

Agentes do Instituto de Polícia Científica de Campina Grande, ao realizarem uma perícia e perceberem o estado de putrefação do corpo, indicaram que o crime teria ocorrido 12 horas antes. Em uma primeira análise, os profissionais descartaram a probabilidade de violência sexual contra a mulher. O corpo da vítima foi direcionado ao Instituto Médico Legal de Campina, onde as investigações sobre as causas da morte seriam aprofundadas.

Até a noite desta terça, ninguém havia sido detido ou apontado como autor da execução.

PREFEITO DE JUAZEIRINHO FALA A RESPEITO DE SUAS AÇÕES GOVERNAMENTAIS






A equipe de reportagem do site Lázaro Farias conversou com o prefeito de Juazeirinho Jonilton Fernandes, na ocasião, o prefeito destacou os esforços realizados para tentar dinamicizar a economia municipal, dentre outras ações realizadas pelo governo.
Jonilton começou destacando os investimentos na área da educação e enfatizou os esforços promovidos para corrigir aquilo que, segundo ele, foi feito de errado na reforma da escola municipal Severino Marinheiro, a qual levou mais de 750 mil reais e ainda não havia sido terminada. Com as intervenções que estão sendo realizadas, a escola ganhará uma nova biblioteca, uma rádio escola e a sala multifuncional (já em funcionamento). 
O prefeito destacou a importância da sala multifuncional afirmando “que é uma aquisição espetacular para dar suporte aqueles aqui no município vivia a exclusão, hoje, nós estamos fazendo este esforço para incluir estas pessoas portadoras de necessidades, seja: visual, motora... das mais diversas dificuldades que tinham para chegar na sala de aula e nós estamos corrigindo isso”
Em relação as ações para o desenvolvimento econômico de Juazeirinho, além da entrega dos quiosques, que ocorreu recentemente e possibilitou maior movimentação na praça da Juventude, inclusive nas noites dos finais de semana, Jonilton comentou a respeito da parada de ônibus que será deslocada para onde funcionou o Centro de Comercialização do Artesanato. Ressaltou ainda as intervenções que estão sendo realizadas no Mercado Público Municipal e a parceria efetiva com a Associação Comercial, inclusive, relatou que no dia do aniversário da cidade será realizado o I Seminário de Discussão das Potencialidades da Cerâmica Vermelha e do Caulim.
Durante a conversa, foram citadas ainda as ações realizadas na área da infraestrutura. E foi destacada a recuperação de calçamentos em diversas ruas da cidade, assim como a abertura de novos e importante acessos, como é o caso da Rua Carmem Verônica (trecho para chegar ao hospital), uma ação pedida já há alguns anos pelos moradores do bairro Bela Vista que sofriam bastante na travessia desse local durante o período de chuvas. Outras obras citadas foram as do bairro Frei Damião. Houve a inauguração de uma praça e da Unidade Básica de Saúde Maria Gorete Balbino. 
O prefeito finalizou a sua participação falando sobre a reinauguração do SAMU, já que a sua capacidade operacional foi dobrada e comentou também sobre a entrega de um carro para o Núcleo de Apoio a Família. Nos próximos dias, segundo o prefeito Jonilton Fernandes, Juazeirinho também estará recebendo mais um trator e uma retroescavadeira com todos os seus implementos. 

Fábio Lira
Redação do Seridó

Prefeitura manda consertar galeria no centro de Juazeirinho e garante qualidade da obra

Há tempos que os moradores da rua Vereador Paulo Cosme vinha sofrendo com a galeria que corta a rua e adjacências, onde material de má qualidade era usado e de vez enquanto a galeria estourava e prejudicava todos com a fedentina.

Desde que assumiu os destinos definitivos da Prefeitura de Juazeirinho, o Prefeito Jonilton Fernandes autorizou a construção de placas de cimento para substituir os blocos de laje de antigamente.

Esse ano já foi construindo mais de 100 metros de placas nessa mesma galeria, resolvendo o problema dos moradores. De acordo com o secretário de Infraestrutura Patrício Barros com essas placas, a galeria suporta até 50 mil quilos.

O serviço agora é mesmo na passagem dos veículos, inclusive, além das placas foi colocado uma camada de ferro por cima reforçando ainda mais o serviço.

“O Material é de qualidade” garante Patrício que vistoriou a obra.

SECOM/AGITAPARAIBA

ASSUNÇÃO: CONTINUA REPERCUSSÃO NEGATIVA DO DISCURSO DE FERNANDO FRANÇA - DEM PUBLICA NOTA DE DESAGRAVO

"NOTA DE DESAGRAVO


A Executiva Municipal do Democratas de Assunção e lideranças filiadas, REPUDIAM de forma veemente a agressão verbal e de baixo calão praticada no último domingo, dia29 de agosto de 2015, em uma solenidade publica na cidade de Assunção, pelo pretenso candidato a prefeito o Senhor Fernando  do PT do B, que publicamente agrediu a honra e respeitabilidade do ex-prefeito e líder político mais influente de Assunção, o senhor Luiz Waldvogel de Oliveira Santos,  que acompanhado do deputado estadual Genival Filho, ofendeu a honra e a reputação do VOGEL com factoide imoral, num desespero completo, inclusive em ofensa moral contra o povo de Assunção. Os democratas vêem as agressões  verbais ao líder VOGEL como produto da intolerância política e resultado de práticas totalitárias que buscam solapar à Democracia e o Estado de Direito conquistado pela população brasileira. 

O Democratas vem a público, assim, DESAGRAVAR,  o ex-prefeito VOGEL, que reconstruiu Assunção e que durante 8 anos de gestão, revolucionou a cidade com obras e políticas sociais que atenderam e ainda atendem a população a cidade, principalmente quem mais precisa,  e que foi vilipendiado na sua honra, por um ainda aspirante ao cargo de prefeito, que se apresenta à frente de um grupo político que vem sofrendo fragorosas derrotas nos últimos 12 anos, tentando macular um homem cuja missão sempre foi servir ao povo de Assunção, combater o arbítrio, a violência, e a ira de alguns desavisados e que ao aproximar do pleito de 2016, começam por ofender aos adversários, usando palavras toscas e piadas de baixo calão.

A população do nosso município não merece tais atitudes por desrespeitá-la nas suas escolhas e ofender de forma gratuita, imoral e grosseira sua liderança mais genuína.  Essa ofensa gratuita movida pela ira, a população de Assunção não deixará que prospere.

Herla Kerliane.
Presidenta do DEM / Assunção

TENÓRIO: JARIO CORDEIRO LIDERA ENQUETE PARA PREFEITO

O site www.lazarofarias.com.br está percorrendo várias cidades do cariri paraibano levando até a sociedade enquetes sobre a corrida eleitoral 2016. 

Passamos por Assunção, Cabaceiras, Taperoá e essa semana estamos em Tenório, onde pelo pelo menos três nomes aparecem como prováveis candidatos ao cargo de prefeito:

Adilson Conserva
Evilazio Souto
Jario Jerberton (Cordeiro)
Outro nome

No fechamento desta terça feira (01), o pré candidato Jario Cordeiro lidera a enquete que será encerrada neste sábado ao meio dia no programa de rádio Cariri Independente, que é gerado e transmitido por www.lazarofarias.com.br / www.paraibainforma.com.br / facebook.com/agitaparaiba / facebook.com/jornalistalazarofarias / facebook.com/fábiolira e pelas rádios Taperoá FM, Salgadinho FM, Juazeiro FM e Gurjão FM. 

Na próxima semana nossa enquete vai para Salgadinho, médio sertão da Paraíba. 

ARMADO COM REVÓLVER, BANDIDO FAZ LIMPA EM ESTABELECIMENTO DE CIDADE DO CARIRI

Nesta segunda-feira (31) por volta das 19h50, três meliantes armados, a bordo  de duas motocicletas, assaltaram a sorveteria Fika Frio, localizada na Rua João Vital Guedes (BR 230), no centro de Juazeirinho.

De acordo com informações, um dos bandidos colocou um revólver apontado para a cabeça da atendente e levou uma certa quantia em dinheiro, além do aparelho celular da funcionária da sorveteria.

Após o episódio, a empresária e dona da sorveteria, Karol Clemente, procurou a Polícia Militar para denunciar o assalto, mas a Delegacia de Polícia Civil estava fechada.

LF/Com Heleno Lima

Anastácio diz que aliança de Cartaxo com Ricardo fracassou: “Só pensam neles”

O deputado estadual Frei Anastácio (PT) não poupou críticas à aliança entre o PT e o PSB nesta segunda-feira (1º) na Assembleia Legislativa da Paraíba e os ataques sobraram até para o companheiro de partido, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT).

“Luciano Cartaxo e Ricardo Coutinho são personalistas. Eles só pensaram neles, não pensaram nos partidos. Luciano não pensou no partido, não pensou nas lideranças. Pensou nele e pronto”, disparou o deputado insinuando que a aliança entre o PT e o PSB na eleição passada foi selada a partir do interesse pessoal do prefeito e do governador Ricardo Coutinho (PSB).

Dissidente da decisão do PT de apoiar a candidatura de reeleição do governador em 2014, o parlamentar disse que se sentia muito “à vontade” para afirmar que “não existe aliança entre o PT e o PSB”.

Ele comentou a declaração dada por Ricardo Coutinho que afirmou, nessa segunda-feira (31), que ainda vai analisar se o PSB manterá a união com os petistas em 2016. “Eu nunca acreditei [na aliança entre PT e PSB]. Nem antes, nem durante, nem depois. Para mim, isso ontem foi a gota d’água. Não existe aliança entre PSB e PT. Eu nunca acredite por isso me sinto muito à vontade para dizer isso”.

O deputado ainda cobrou uma postura de oposição do colega de legenda na ALPB, deputado Anísio Maia na Casa Epitácio Pessoa. “Esse grupo caiu do cavalo. Quero ver, inclusive, qual vai ser a posição do deputado Anísio Maia a partir de hoje aqui na Assembleia”, questionou.

LF/correio 

Mortes por dengue caem 50%, mas 113 cidades da PB têm risco de epidemia

O número de mortes por dengue na Paraíba caiu 50%, de janeiro a 22 de agosto de 2015, frente ao mesmo período de 2014. Os dados foram divulgados nesta terça (1ª), pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). Apesar da redução, o alerta continua, visto que mais de 100 cidades do estado têm risco de epidemia, inclusive João Pessoa e região metropolitana.

“Mesmo com esta redução, a SES recomenda às Secretarias Municipais de Saúde que mantenham a rede atenta para o diagnóstico precoce da doença e o manejo correto para que os óbitos sejam evitados”, disse a gerente executiva de Vigilância em Saúde da SES, Renata Nóbrega.

De acordo com o boletim da Saúde, neste mesmo período, foram notificados 23.493 casos suspeitos de dengue. Destes, foram confirmados 9.567, com 4.120 casos descartados. No mesmo período de 2014, foram 6.303 casos suspeitos, sendo 1.679 descartados. Há uma expressiva redução das notificações, a partir do mês de junho de 2015, que pode estar associada ao período chuvoso em parte dos municípios paraibanos.

LF/correio

Papa pede que padres perdoem o aborto

O papa Francisco pediu hoje (1°) a todos os padres para que, durante o Jubileu da Misericórdia, que começa em dezembro, perdoem os católicos que abortaram ou provocaram aborto, desde que haja arrependimento.

Em mensagem dirigida ao organizador do “Ano Santo” (ou jubileu), o prelado italiano Rino Fischella, o papa declara ter “decidido, não obstante qualquer disposição em contrário, conceder a todos os padres, para o ano do jubileu, a capacidade de absolverem do pecado do aborto todos aqueles que o provocaram e que, de coração arrependido, peçam perdão”.

Também em relação às mulheres que abortaram, “o perdão de Deus a quem se arrependeu não pode ser negado”.

“O drama do aborto é vivido por alguns com uma consciência superficial, que parece não se dar conta do grave dano do ato, mas muitos outros, ao contrário, ainda que vivam esse momento como um fracasso, consideram não ter outras vias a recorrer”, diz Francisco em carta, adiantando pensar “em todas as mulheres que recorreram ao aborto”.

“Conheço bem os condicionalismos que as conduziram a esta decisão. Sei que se trata de um drama existencial e moral. Encontrei muitas mulheres que levavam, em seu coração, a cicatriz desta escolha difícil e dolorosa. O que ocorreu é profundamente injusto”, insistiu.

Na carta, o papa indica diversas situações para que o perdão dos pecados (permitido durante o jubileu) beneficie o maior número de pessoas, tais como doentes ou presos que não podem se deslocar às catedrais ou igrejas para se arrependerem.

Durante o segundo aniversário do conclave que o escolheu, em 11 de março, o papa Francisco anunciou a realização de um Ano Santo extraordinário de 8 de dezembro de 2015 a 20 de novembro de 2016.

Fonte: Agência Brasil

CPI poderá colocar frente a frente ex-secretário e ex-tesoureiro de Veneziano

O presidente da ´CPI do ex-tesoureiro da PMCG´, instalada na Câmara Municipal de Campina Grande, vereador João Dantas, anunciou que pretende realizar uma acareação entre o ex-secretário Júlio Cesar Câmara Cabral, do Governo Veneziano, e o ex-tesoureiro da PMCG, Rennan Trajano.

A opção passou a ser cogitada diante da decisão de Júlio César de se negar a prestar depoimento à CPI, nesta segunda-feira, tendo para tanto recorrido ao Poder Judiciário.

LF/PBonline

PMDB quer ´torar´ 20 ministérios do Governo Dilma

Mesmo com o anúncio de que o governo federal avalia fazer uma reforma administrativa que deverá cortar 10 dos atuais 39 ministérios, a bancada do PMDB na Câmara Federal insistirá em levar adiante a votação da proposta de emenda à Constituição (PEC) que limita o número de pastas para 20, informa o jornal O Globo.

O texto, de autoria do presidente da Casa, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), aguarda votação em uma comissão especial antes de seguir para o plenário.

O relator da proposta, deputado Leonardo Picciani (PMDB-RJ), defende que, mesmo com a possível reforma administrativa anunciada pelo governo, é preciso estabelecer um “parâmetro” a ser seguido por todos os governos, ainda de acordo com o jornal.

*fonte: oglobo

A RESPOSTA AO DEPUTADO GENIVAL O POVO DEU NAS URNAS DE ASSUNÇÃO - DIZ PREFEITO RAFAEL

ASSUNÇÃO (PB) - O prefeito, Rafael Oliveira (PSD), respondeu as críticas do deputado Estadual, Genival Matias, que o chamou de 'fantoche' durante convenção do PTdoB Municipal no último sábado (29/8).

"As alegações do deputado, nenhum pouco nós afeta. Não sou 'fantoche', sou prefeito escolhido pelo povo de Assunção, de forma democrática, nas urnas e com maioria jamais vista no município", afirma Rafael. 

Segundo o prefeito, as declarações de Genival nada mais é do que dor de cotovelo e que esse tipo de desrespeito não se rebate da mesma forma e que não se desestabilizar, como pretende a oposição. 

"Nosso povo já deu a resposta a Genival e seu grupo nas urnas, quando ele não conseguiu ser majoritário aqui em Assunção. E dará novamente ano que vem", desafia o chefe do executivo assunçãoense.

Rafael afirma que dar graças a Deus por ter do seu lado o líder e ex-prefeito, Vogel (2005 - 2012) que, na sua opinião, trata-se de um homem "guerreiro, destemido e respeitado".

"Não é à toa que nossa administração, mesmo diante de uma crise Nacional, está conseguindo fazer pela nossa cidade e pelo nosso povo".

O prefeito diz que seu grupo não prega o ódio nem a briga, tampouco o desrespeito.

"Isso a gente deixa para eles, que sempre souberam fazer isso e não chegam a lugar algum. Aqui há respeito ao próximo, paz, amor e muito trabalho", garante.

Rafael disse que tal desrespeito só lhe dar mais força de continuar trabalhando, junto com os vereadores, Vogel e o povo.

"Agradeço a todas as manifestações em meu apoio e, com a força e pela vontade de Deus e do povo, Assunção segue em frente", conclui o prefeito.

Helenolima

Romero anuncia cortes e espera economizar mais de R$ 1 mi por mês na PMCG

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), anunciou uma série de cortes de gastos durante uma coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira, 01, no Palácio do Bispo.

Romero afirmou que haverá cortes de salários, gratificações e redução de outras despesas na PMCG. Entre as medidas está à redução em 40% do salário do próprio salário de Romero e do vice-prefeito, Ronaldo Cunha Lima Filho (PSDB).

Haverá também a redução de 20% na remuneração dos secretários e cargos comissionados, corte nos carros locados, redução em 50% no uso do celular, proibição de novas contratações e suspensão nas horas extras e diárias.

A PMCG espera economizar com as reduções cerca de 1,1 milhão por mês.

LF/pbonline

Crise aperta e Romero assina decreto para cortar gastos em Campina Grande

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), anunciou que fará uma entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (1º) para explicar quais medidas o Município está tomando para cortar gastos, por meio de um decreto.

O prefeito informou na tarde desta segunda (31) que a crise está derrubando receitas de Estados e Municípios, o que exige a adoção de medidas para redução de gastos.

Ainda não há informações sobre interferência em projetos anunciados recentemente pela Prefeitura de Campina Grande, como investimentos no complexo residencial e industrial Aluízio Campos e outra série de construções que deverá erguer mais 3,5 mil habitações na cidade.

LF/correio 


‘Estou cagando e andando nas cabeças desses cornos’, diz investigado da Operação Lava Jato

Um dos 35 políticos que serão investigados no principal inquérito do petrolão, João Leão (PP) afirma não entender por que seu nome foi incluído numa “zorra dessas” e que “nem conhecia esse povo”

Incluído no principal inquérito da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), o atual vice-governador da Bahia, João Leão (PP), disse estar “cagando e andando, no bom português, na cabeça desses cornos todos”. Ex-deputado federal, Leão afirmou, por meio de nota, não entender por que será investigado, pois “nem conhecia esse povo”. O vice-governador responderá por formação de quadrilha e corrupção.

Atual secretário estadual de Planejamento, João Leão se define como um “cara sério” que pode bater no peito para dizer que não tem culpa. Ele suspeita ter sido arrolado no inquérito por ter recebido na eleição de 2010 doações da empreiteira OAS, uma das investigadas na Lava Jato. “Mas quem recebeu recursos legais, na conta legal, tem culpa?”

Veja a nota de João Leão:

“Estou tão surpreso quanto tantos outros,não sei porque meu nome saiu. Nem conhecia esse povo. Acredito que pode ter sido por ter recebido recursos em 2010 das empresas que estão envolvidas na operação. Mas, botar meu nome numa zorra dessas? Não entendo. O que pode ser feito é esperar ser citado e me defender. Estou cagando e andando, no bom português, na cabeça desses cornos todos. Sou um cara sério, bato no meu peito e não tenho culpa. Segunda-feira vou para Brasília saber porque estou envolvido […] Recebi recursos da OAS [em 2010] mas quem recebeu recursos legais, na conta legal, tem culpa?”.

BR 29

Ricardo e Manoel Júnior não se acertam sobre Trócolli, nem aliança para 2016

O governador Ricardo Coutinho (PSB) não sabe ainda o que deve acontecer sobre a possibilidade do deputado estadual Trócolli Júnior (PMDB) assumir uma Pasta no Estado. O que poderia ser uma aliança para 2016 entre os dois partidos, mencionada pelo parlamentar na semana passada, ficou indefinido após as declarações de Ricardo nesta segunda-feira (31), e do presidente municipal do PMDB em João Pessoa, o deputado federal Manoel Júnior.

Ricardo cobrou que Trócolli “aja como aliado” e deixou para que o PMDB decida o que pretende para o próximo ano.

“Eu nem sei qual a posição de Trócolli; se ele ainda quer assumir uma secretaria. É preciso que aliados ajam como aliados; não agindo assim, não fecha a equação. Nós vamos ter a capacidade de saber se a nossa aliança é pra valer mesmo. se vale para vários municípios, incluindo João Pessoa, ou não. É uma resposta que eu não posso dar; quem tem que dar é o PMDB”.

Manoel Júnior disse, nesse domingo (30), que o governador quer "dividir para governar só", cogitando a possibilidade de Trócolli ser chamado para deixar o PMDB para seguir com o gestor do Estado, já adiantando que isso não deverá acontecer.

“A articulação do governador é muito conhecida: dividir para ele governar só. Ele não vai conseguir isso porque o PMDB está unido e vamos fazer grandes eleições em 2016; não seremos coadjuvantes”, disse Manoel, sem falar em aliança com o PSB.

A possibilidade de Trócolli assumir uma secretaria na gestão de Ricardo foi informada pelo próprio deputado, na semana passada.

O peemedebista disse que iria se reunir com o governador para discutir sobre a nomeação em alguma Pasta e que já haveria um entendimento entre o PSB e o PMDB para concretizar a situação.

LF/correio

Dilma organiza agenda para vir à Paraíba nos próximos dias

A presidente Dilma Rousseff virá à Paraíba nos próximos dias. A confirmação foi dada ao Portal Correio pela assessoria de Imprensa da Presidência da República, na noite desta segunda-feira (31). Nesta terça-feira (1º), uma comissão do Planalto virá ao estado para construir a agenda, que ainda não foi elaborada.

Possíveis locais e cidades por onde a presidente passará, bom como a data da visita da presidente ainda serão definidos.

Apenas após a visita dos profissionais à Paraíba que será feita a divulgação de todo o itinerário da vinda da presidente ao estado. A última vez que Dilma esteve em solo paraibano foi em outubro de 2014, durante a campanha eleitoral.

LF/correio 

Salário mínimo será de R$ 865,50 em 2016 e Orçamento terá déficit de R$ 30,5 bilhões

Os ministros da Fazenda, Joaquim Levy, e do Planejamento, Nelson Barbosa, entregaram nesta segunda-feira (31), ao presidente do Congresso Nacional e do Senado Federal, Renan Calheiros (PDMB-AL), e para o relator, deputado Ricardo Barros (PP-PR) a peça do Orçamento Geral da União para 2016. O texto prevê déficit primário para o próximo ano de R$ 30,5 bilhões, o que corresponde a 0,5% do produto interno bruto do país. Além do déficit, a peça orçamentária também traz o valor do salário mínimo para o próximo ano. A partir de janeiro, o valor do mínimo será de R$ 865,50.


Petrobras confirma reajuste no botijão do gás de cozinha

A Petrobras anunciou hoje (31) que o preço do gás liquefeito de petróleo (GLP) para uso residencial, envasado em botijões de até 13 quilos, foi reajustado em 15% em média. O percentual, segundo a companhia, passa a valer a partir de amanhã (1º).

De acordo com o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigas), o preço atual médio do botijão de gás de 13 quilos é de R$ 46, valor que deverá subir de imediato, pois as empresas deverão repassar o novo valor ao consumidor.

Segundo o Sindigás, atualmente existem 99 milhões de botijões em circulação em todo o país e, a cada dia, são entregues 1,5 milhão de botijões aos consumidores brasileiros. Sete grandes empresas controlam 96% do mercado brasileiro de GLP, sendo que as quatro maiores são: Ultragaz, com 23,11% do total, Liquigas (22,61%), Supergasbras (20,58%) e Nacional Gas (19,16%).

Fonte: Agência Brasil

Estela Bezerra: “Se necessário for, em 2016 estarei nas ruas”

A deputada Estela Bezerra se disse disposta a estar na disputa das eleições de 2016, em João Pessoa, assim como esteve nas eleições municipais passadas quando concorreu ao cargo de prefeita.

Como uma soldada do PSB, a deputada não medirá esforços e, se necessário for, estará nas ruas fazendo campanha, muito embora diga que seu foco mesmo é cumprir o seu primeiro mandando no Poder legislativo.

A candidatura própria do PSB, conforme Estela é algo que não está definido ainda, mas defende que partido que tenha projetos, que tenha quadros, observando o cenário local e coerência política deve apresentar sim, opção as principais cidades da Paraíba.

“Essa é a minha posição dentro do partido e minha tese tem ressonância. Eu defendo isso muito antes mesmo das disputas eleitorais. Isso é uma questão de princípio partidário e político. Se você tem um partido, um projeto e se há uma necessidade de avançar em várias cidades e tem nomes para fazer isso, não se pode dar um passo pra trás. Essa é a minha posição”, avaliou.

Fonte: Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba)

Orçamento de 2016 prevê inflação de 5,4% e alta de 0,2% do PIB

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve ficar em 5,4% em 2016. A previsão está no Projeto de Lei do Orçamento Anual (PLOA) entregue hoje (31) pelo Poder Executivo ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Já o Produto Interno Bruto (PIB - soma dos bens e riquezas produzidos em um país) deve crescer 0,2%. De acordo com a proposta orçamentária, inflação só atingirá 4,5%, que é o centro da meta estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), a partir de 2017.

"Há uma elevação temporária da inflação este ano, mas, com as ações já tomadas pelo Banco Central, prevê-se convergência para a meta até 2017", afirmou o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa.

Para 2015, a estimativa é inflação de 9,25% e retração de 1,8% do PIB. Com relação à atividade econômica, Barbosa disse que a recuperação deve começar, lenta, em 2016.

"A nossa expectativa é que ganhe mais velocidade nos anos seguintes. Parte dessa recuperação está sendo puxada pelo aumento do saldo [da balança] comercial. Mas a demanda interna, o consumo, o investimento doméstico, está contribuindo para uma queda. O saldo comercial não será suficiente para contrabalançar a queda [este ano]", disse.

O PLOA prevê também que o país encerrará 2016 com déficit primário de R$ 30,5 bilhões, o equivalente a 0,5% do PIB. O salário mínimo para o ano que vem ficará em R$ 865,50.

Além da proposta orçamentária para 2016, Nelson Barbosa e o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, entregaram a Renan Calheiros o projeto de lei para o Plano Plurianual 2016-2019, que deve ser apresentado a cada início de um novo mandato presidencial. Pelo plano, o salário mínimo atingirá R$ 910,40 em 2017, R$ 957,80 em 2018 e R$ 1.020,80 em 2019.

No domingo (30), o líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral (PT-MS), já havia adiantado que o projeto de lei do Orçamento para 2016 poderia prever déficit. De acordo com ele, o governo e os parlamentares poderão negociar alternativas para cobrir o resultado negativo durante a tramitação da proposta no Congresso Nacional.

“Com a frustração da CPMF [Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira], se não tiver outra solução, a saída é apresentar o Orçamento com o déficit e depois negociar. Aí, é uma conversa do Congresso com o Executivo”, disse Delcídio.

Fonte: Agência Brasil

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

TSE vai continuar julgamento de ação contra campanha de Dilma

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou hoje (31) que vai dar continuidade à apuração e julgamento de processo contra a campanha da presidenta Dilma Rousseff, mesmo após o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ter se manifestado pelo arquivamento de parte da ação que contesta contratação de uma gráfica. O tribunal não tem prazo para concluir o julgamento.

Janot argumentou que as contas de campanha de Dilma foram aprovadas pelos ministros do TSE, com ressalva, em dezembro passado e o prazo para recursos terminou.

O procurador disse ainda que não há indícios de irregularidade na contratação da gráfica VTPB Serviços Gráficos e Mídia Exterior Ltda pela campanha de Dilma. A manifestação de Janot foi em resposta a um pedido do vice-presidente do TSE, Gilmar Mendes, relator da prestação de contas da campanha eleitoral, para investigação da gráfica.

No despacho, datado de 13 de agosto, Janot disse que “outro fundamento para o arquivamento ora promovido: a inconveniência de serem, Justiça Eleitoral e Ministério Público Eleitoral, protagonista – exagerados – do espetáculo da democracia, para os quais a Constituição trouxe, como atores principais, os candidatos e os eleitores”.

Segundo o texto, os fatos apontados pelo vice-presidente do TSE não apresentam “consistência suficiente para autorizar, com justa causa, a adoção das sempre gravosas providências investigativas criminais”.

Assessores do ministro Gilmar Mendes informaram que foram reunidos documentos e informações noticiadas pela imprensa para pedir a investigação.

O processo teve início após denúncia apresentada pela Coligação Muda Brasil, do então candidato Aécio Neves (PSDB). Na denúncia, a coligação questiona várias pontos da campanha de Dilma, entre eles o pagamento de R$ 16 milhões à gráfica citada para impressão de material de campanha.

Segundo a ação, a gráfica não funciona no endereço informado e não teria estrutura para concluir o serviço. A coligação também questiona o motivo de todo o material, que seria distribuído em várias cidades do país,ter sido entregue em um único endereço de Porto Alegre.

O TSE informou que, além do Ministério Público, foram encaminhados pedidos de apuração a outros órgãos, como a Receita Federal e o Conselho de Controle de Atividade Financeira (Coaf), para se manifestarem e investigarem a origem da empresa.

Oposição

Partidos de oposição na Câmara criticaram a decisão de Janot. Em nota, divulgada neste domingo (30), os líderes Rubens Bueno (PPS), Carlos Sampaio (PSDB), Arthur Maia (SD) e Mendonça Filho (DEM) destacaram que o despacho do procurador-geral “causou estranheza” às legendas.

“No processo eleitoral, eleitores, partidos, Justiça Eleitoral e Procuradoria têm papéis distintos e complementares e é fundamental que todos cumpram o que lhes cabe, com equilíbrio e isenção”, afirmaram.

Os deputados destacaram que maioria dos ministros do TSE votou a favor do prosseguimento da ação “para investigar as graves denúncias de ilícitos, alguns deles apontados não pelas oposições, mas por colaboradores no bojo da Operação Lava Jato, que vem tendo como justo 'protagonista' exatamente o Ministério Público Federal, o que justificaria ainda mais o avanço das investigações”.

Fonte: Agência Brasil

TSE pede esclarecimentos sobre inconsistências em contas de Aécio Neves

A ministra Maria Thereza de Assis Moura, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pediu esclarecimentos sobre inconsistências encontradas na prestação de contas do senador Aécio Neves (PSDB-MG), candidato derrotado nas eleições presidenciais de 2014.

As contas da campanha presidencial do parlamentar ainda não foram julgadas pela Justiça Eleitoral, que continua analisando os documentos contábeis apresentados. A decisão da ministra é do dia 14 de agosto, mas os detalhes sobre as divergências foram divulgados somente hoje (31).

Na análise preliminar das contas, os técnicos do TSE informaram que o comitê nacional da candidatura registrou doação de R$ 2 milhões da Empreiteira Odebrecht, investigada na Operação Lava Jato, mas o registro da transferência não consta da prestação de contas do candidato.

Segundo os auditores, a campanha deixou de declarar R$ 3,9 milhões em recebimentos estimáveis. O valor foi declarado somente na prestação de contas final. Também houve divergência nos serviços jurídicos prestados pelos escritórios dos ex-ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Carlos Ayres Britto e Carlos Velloso. Nas notas apresentadas pela campanha, constam R$ 56,3 mil e R$ 58 mil, mas os escritórios declararam R$ 60 mil em serviços prestados. Outros R$ 4 milhões recebidos não foram declarados pelos doadores.

No cruzamento dos dados de informações prestadas por doadores e candidatos, o TSE encontrou diversas omissões de despesas de serviços prestados. Entre as empresas está a S/A O Estado de São Paulo. De acordo com o TSE, constam três notas fiscais no CNPJ da empresa jornalística. Uma delas foi emitida no valor de R$ 52,885,30 e duas de R$ 52.982,00.

Entre as providências requeridas, a ministra pediu que a campanha de Aécio justifique ausência de registro de doações recebidas na prestação final de contas, esclareça divergências entre valores apresentados e os dados informados pelos doadores.

Em entrevista hoje (31), em Belo Horizonte, Aécio Neves, que também é presidente nacional do PSDB, disse que todos os esclarecimentos solicitados pelo TSE já foram apresentados. Segundo o senador, as inconsistências são “coisas eminentemente formais”.

“O que existiu, em centenas de milhares de lançamentos, são dúvidas em relação a determinados lançamentos. Os advogados já comunicaram as correções ao Tribunal Superior Eleitoral. Não há nenhuma investigação sobre as contas do PSDB”, afirmou Neves.

Fonte: Agência Brasil

Cássio e Manoel Júnior ficam na lista dos “cabeças” do Congresso Nacional

O senador Cássio Cunha Lima, líder do PSDB no Senado, e o deputado federal Manoel Júnior (PMDB) são os únicos paraibanos a figurar na lista dos "Cabeças do Congresso Nacional" . O ranking feito anualmente pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP) aponta os 100 parlamentares mais influentes do país em 2015.

Leia mais notícias de Política do Portal Correio

Cássio Cunha Lima aparece na lista pelo terceiro ano consecutivo. No primeiro ano de exercício, o parlamentar apareceu na lista dos dois senadores “em ascensão” em 2012, e daí por diante, manteve a trajetória ascendente e é listado entre os 100 mais influentes, sendo sempre apontado como um dos “Cabeças do Congresso Nacional" , na categoria "debatedor", segundo o ranking elaborado pelo Diap.

O deputado Manoel Júnior disse que figurar na lista aumenta sua responsabilidade no parlamento. “Me sinto muito feliz pelo reconhecimento de um instrumento importante de acompanhamento do Congresso Nacional, mas com o desejo de dividir o fruto do meu trabalho com os paraibanos que várias vezes confiaram em mim. Isso só aumenta minha responsabilidade em fazer cada vez mais pela minha Paraíba”, declarou Manoel Junior. Ele é o único dos 12 deputados paraibanos a estar na lista e é um dos quatro deputados do PMDB de todo o Brasil a ser considerado um “cabeça”.

Os “Cabeças” do Congresso Nacional são, na definição do DIAP, aqueles parlamentares que conseguem se diferenciar dos demais pelo exercício de todas ou algumas das qualidades e habilidades aqui descritas.

O Diap observa nos parlamentares atributos que caracterizam um protagonista do processo legislativo, como a “capacidade de conduzir debates, negociações, votações, articulações e formulações, seja pelo saber, senso de oportunidade, eficiência na leitura da realidade, que é dinâmica, e, principalmente, facilidade para conceber ideias, constituir posições, elaborar propostas e projeta-las para o centro do debate, liderando sua repercussão e tomada de decisão”.

LF/correio

PTB DE ASSUNÇÃO REPUDIA DISCURSO DE FERNANDO FRANÇA

O PTB de Assunção, em concordância com a direção estadual do partido, vem, de público, formalizar REPÚDIO contra o pré candidato a prefeito de Assunção Fernando França, pelas declarações ofensivas e preconceituosas, proferidas num evento ocorrido no ultimo sábado 29 de agosto.  

Fernando França, quando se utilizou de termos específicos, para tripudiar das marcas faciais geradas pelo tempo de quem viveu, lutou, venceu e hoje é exemplo, atentou também contra centenas de trabalhadores que fizeram da vida, da existência e do passar dos anos, um instrumento de luta. 

No amanhecer desta segunda feira (31), dezenas de homens, mulheres, crianças e idosos, usaram e estão usando as redes sociais, além de outras formas, para repudiar veementemente as declarações desse cidadão sem EDUCAÇÃO, nem trabalho prestado em Assunção, o que para nós já é tudo. 

Um homem que inventa "estórias", para poder expressar um pré conceito ridículo contra quem tem mais idade, não parece ser alguém habilitado para disputar o comando de uma cidade.

A expressão "A cara murcha, parecendo um maracujá", que Fernando França faz uso para descrever o rosto de um cidadão de Assunção, seja ele quem for, diz muito sobre a personalidade dele próprio, uma nítida manifestação de pré conceito, associada a uma dose de ódio e vazio de palavras, o discurso claro de um despreparado.  

Certamente nossa população não se vê representada nas palavras, muito menos na pessoa de Fernando França. Viremos essa página, e sigamos com  os sonhos e o trabalho concreto, de uma Assunção que há 10 anos encontrou-se com o progresso. 



Atenciosamente,

Presidência do PTB

Banco do Brasil inscreve até esta segunda para 860 vagas e remuneração de R$ 2,2 mil

Terminam nesta segunda-feira (31) as inscrições para o concurso do Banco do Brasil, com 95 vagas para contratação imediata em cinco estado do Nordeste, sendo 14 na Paraíba. A remuneração é de R$ 2.227,26. Veja aqui o edital.

Além disso, há também 860 vagas para cadastro reserva, sendo 106 na Paraíba. A jornada de trabalho é de 30 horas semanais.

O edital descreve que, entre as vantagens, estão possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional; participação nos lucros ou resultados; vale-transporte; vale-cultura; auxílio-creche; ajuda alimentação/refeição; auxílio filho com deficiência; plano odontológico; plano de saúde e previdência privada.

A inscrição só pode ser feia pela internet e termina às 23h59 desta segunda-feira (31).

Na Paraíba, as vagas são paras regiões de João Pessoa, Campina Grande, Patos e Sousa. As provas estão marcadas para 18 de outubro.

LF/correio 

José Dirceu fica em silêncio e é dispensado da CPI da Petrobras

O ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu (PT) se manteve em silêncio durante sessão da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Petrobras, em Curitiba, nesta segunda-feira (31). Dirceu foi questionado sobre sua suposta participação no esquema investigado pela operação Lava Jato, mas disse que, seguindo orientação de seus advogados, iria se manter calado. Ele chegou à CPI por volta das 10h e permaneceu menos de meia hora no local.

Dirceu está preso desde o dia 3 de agosto deste ano por suspeitas de participar do esquema investigado pela operação Lava Jato. Ele já tinha sido preso antes por condenação no julgamento do mensalão no STF (Supremo Tribunal Federal), quando foi condenado a sete anos e 11 meses.

O petista cumpriu um ano de sua pena em na penitenciária da Papuda, em Brasília, mas cumpria prisão domiciliar quando foi preso novamente pela operação Lava Jato. Segundo o Ministério Público Federal, o ex-ministro “repetiu” na Petrobras o esquema do mensalão, um esquema ilegal de financiamento político organizado pelo PT para garantir apoio de parlamentares ao governo do ex-presidente Lula no Congresso. Dirceu também é apontado pelos investigadores da operação Lava Jato como mentor do esquema de corrupção da Petrobras.

O silêncio de Dirceu durante a CPI da Petrobras já era esperado. Seus advogados indicaram, nos últimos dias, que ele não iria responder às perguntas feitas pelos deputados da CPI. O deputado Delegado Waldir (PSDB-GO) perguntou a Dirceu se ele seria o líder do esquema conhecido como petrolão. “O senhor é o líder dessa organização? Ou existe alguém acima do senhor?”, perguntou Waldir. Aparentando abatimento, Dirceu voltou a dizer que iria se manter em silêncio.

Segundo as investigações, José Dirceu teria recebido um “mensalinho” de R$ 96 mil entre 2004 e 2013 fruto de desvios de recursos da Petrobras.

A operação Lava Jato investiga irregularidades em contratos da Petrobras com empreiteiras. Segundo as investigações, um grupo de empreiteiras superfaturava contratos com a estatal e repassavam parte do dinheiro obtido ilegalmente para políticos e partidos.

Depoimentos em Curitiba
Outro a se manter em silêncio foi João Antônio Bernardi Filho, que era representante da empresa italiana Saipem, ouvido pela comissão após Dirceu.

Ele foi denunciado pelo MPF por corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro. De acordo com o órgão, Bernardi Filho teria oferecido propina ao ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque para obter contratos com a estatal.

Segundo a denúncia, ele controlava uma empresa offshore com sede no Uruguai e mantinha uma conta bancária na Suíça. Era por meio dessa conta que Bernardi estaria lavando dinheiro para o pagamento de propina ao ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco.

Também serão ouvidos pela CPI nesta segunda-feira Otávio Marques de Azevedo, executivo da Andrade Gutierrez; Jorge Luiz Zelada, ex-diretor da Área Internacional da Petrobras; e Elton Negrão de Azevedo.

O relator da comissão, deputado Luiz Sérgio (PT-RJ), afirmou que a logística para os depoentes se deslocarem a Brasília é complicada, porque requer policiamento e aviões, e por isso a CPI decidiu se deslocar até o Paraná. A previsão é que membros da comissão fiquem em Curitiba até quarta-feira. Os depoimentos estão sendo realizados no Foro da Seção Judiciária do Paraná.

LF/polemica

Janot arquiva ação contra Dilma e faz crítica à Justiça Eleitoral

Agência Brasil

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, concluiu que não há indícios de irregularidade na contratação da gráfica VTPB Serviços Gráficos e Mídia Exterior Ltda. pela campanha da presidenta Dilma Rousseff no ano passado.

Em resposta ao pedido feito pelo vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, para investigar as contas de campanha de Dilma, Janot destacou o que chamou de “inconveniência” da Justiça Eleitoral e do Ministério Público Eleitoral de se tornarem “protagonistas exagerados” da democracia.

Na análise do pedido, o procurador-geral citou ainda a possibilidade de uma “judicialização extremada” do processo político eleitoral e destacou que a democracia deve ter como atores principais candidatos e eleitores.

As declarações de Janot constam em despacho, datado de 13 de agosto, a favor do arquivamento do pedido feito por Gilmar Mendes. Segundo o texto, os fatos apontados pelo vice-presidente do TSE não apresentam “consistência suficiente para autorizar, com justa causa, a adoção das sempre gravosas providências investigativas criminais”.

Maranhão: Ascensão de Olenka ao Legislativo não está consignada à candidatura do PMDB

Um pleito do PMDB assentido pelo PSB seria a abertura de uma vaga na Assembleia Legislativa para que a suplente de deputada estadual Olenka Maranhão assumisse uma vaga no Parlamento, fato que ainda não aconteceu.

O senador Maranhão disse à imprensa não querer crer que isto estivesse consignado à candidatura própria do seu partido nas eleições de 2016.

Para o senador, isto é muito subjetivo e que não podia imaginar que esta seria a razão. Sendo assim, teria que admitir que o governador Ricardo Coutinho, líder do PSB, estaria punindo o PMDB por conta de não conseguirem fazer aliança com o partido dele em todos os municípios.

“Estamos apoiando o governo de Ricardo Coutinho, mas nós não temos uma equação para impor uma aliança linear em todos os municípios da Paraíba com o PSB porque até em alguns municípios o próprio PSB não tem Diretório, portanto não poderia haver aliança porque o instrumento da aliança é o Diretório”, explicou.

Ele citou como exemplo a aliança existente entre o PMDB e o PSDB no município de Cacimba de Dentro, onde o apoio é de muito tempo.

“É um dos históricos do PMDB e eu cito esse exemplo porque mostra que não há possibilidade da direção do PMDB impor uma aliança linear. Onde as tendências forem locais, nós não temos como inibir isso”, ressaltou.

Maranhão citou ainda o seu caso como exemplo quando candidato ao Senado e que não teve o apoio do PT e os partidos são aliados nacionalmente. “Nós temos que ter abertura e compreensão para entender que ninguém impõe soluções às tendências estaduais e nem às municipais”, avaliou.

LF/paraibaonline

Bandidos rendem vigilante e lojistas de Shopping Popular e arrombam caixas eletrônicos

Donos de boxes e vigilantes do Shopping Popular 4400, de João Pessoa, foram rendidos e ficaram sob poder de assaltantes enquanto eles arrombavam caixas eletrônicos.

A ação durou cerca de quatro horas, segundo as vítimas.

Os bandidos estavam armados com uma pistola e uma espingarda calibre 12 e faziam ameaças aos reféns, apesar de dizer que não queriam levar nada deles, apenas o dinheiro dos caixas. Eles usaram maçarico para arrombar os caixas.

Os acusados já estavam dentro do shopping quando o vigilante do dia abriu a porta. Ele foi rendido juntamente com dois lojistas que chegaram para trabalhar.

A notícia foi divulgada na TV Cabo Branco.

domingo, 30 de agosto de 2015

Campanha de Vacinação contra a Pólio termina nesta segunda-feira

Termina nesta segunda-feira (31) a Campanha de Vacinação contra a Poliomielite. De acordo com o Ministério da Saúde, crianças de 6 meses a 5 anos incompletos devem ser imunizadas, mesmo que já tenham completado o esquema vacinal contra a pólio, a paralisia infantil.

Até a última quinta-feira (27), mais de 4 milhões de crianças ainda não haviam sido vacinadas. A meta da campanha é imunizar 12 milhões.

O Ministério da Saúde alerta que a vacina é a única forma de prevenção. Embora o Brasil não tenha casos da doença há 26 anos, a Organização Mundial da Saúde recomenda a imunização, já que nove países registraram casos nos últimos dois anos.

A 36ª Campanha Nacional contra a Poliomielite, que começou no dia 15, tem por objetivo, além de imunizar contra a doença, atualizar o calendário vacinal das crianças até cinco anos que não tomaram outra vacina da rede pública. Para que o profissional de saúde acompanhe as vacinas que a criança ainda não tomou, é importante que os responsáveis levem a caderneta ao posto.
LF/agenciabrasil


Após reunir ministros, Dilma desiste da CPMF

A presidente Dilma Rousseff desistiu de propor ao Congresso a recriação da CPMF, pelo menos por enquanto. Após reunir-se com ministros neste sábado, a presidente avaliou que é melhor olhar a questão do financiamento da saúde com calma e promover um debate com toda a sociedade — nos mesmos moldes como será feito com a previdência social.


LF/redação do cariri 

CPI DO BNDES: Oposição quer convocar Lula para depor

A oposição quer convocar na CPI que investiga o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) o ex-presidente Lula e um ex-diretor da Odebrecht preso na Operação Lava Jato. Um dos sub-relatores da CPI, o deputado Alexandre Baldy (PSDB-GO) anunciou que vai apresentar, nesta segunda-feira (31), requerimento para que o ex-presidente e o ex-executivo da empreiteira Alexandrino Alencar esclareçam a suspeita de tráfico de influência na concessão de empréstimos do BNDES ao governo cubano, apontada pela revistaÉpoca deste fim de semana.

Segundo a publicação, Lula atuava como “lobista” da empreiteira em Cuba, onde a construtora faturou US$ 898 milhões, o equivalente a 98% dos financiamentos concedidos pelo BNDES ao país caribenho. A reportagem diz que correspondências diplomáticas às quais a revista teve acesso indicam que o ex-presidente discutia detalhes de negócios da Odebrecht em Cuba com autoridades brasileiras e cubanas. Ainda de acordo com Época, Lula usou o nome da presidente Dilma em suas conversas sobre o assunto. O ex-presidente sempre negou ter atuado como lobista e diz que recebeu pagamentos da empresa por palestras que proferiu para o grupo.

“O BNDES usou centenas de milhões de dólares nas obras do Porto de Mariel (em Cuba), tocadas pela Odebrecht. Esse investimento foi feito com dinheiro público e se há indícios de irregularidades, a CPI deve averiguar”, afirmou o deputado, em nota à imprensa.

Alexandre Baldy ressalta que as informações veiculadas pela revista põem em dúvida as declarações do presidente do BNDES, Luciano Coutinho. Em depoimento à CPI, na última quinta-feira, Coutinho disse que o ex-presidente Lula nunca interferiu em qualquer projeto de financiamento do banco. “Por isso, precisamos ouvir o ex-presidente para falar das viagens e reuniões citadas e o Alexandrino, então representante da Odebrecht, maior beneficiária dos financiamentos do BNDES”, afirma.

Outro representante do PSDB na comissão, o deputado Betinho Gomes (PE) informou que vai pedir a quebra do sigilo telefônico de Lula e Alexadrino para apurar o grau de proximidade entre os dois.

Comprovantes de pagamento

Sub-relatora para Contratos Internacionais da CPI, a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) disse que vai apresentar requerimentos para convocar o ex-ministro José Dirceu, o ex-embaixador do Brasil em Cuba, Cesario Melantonio Neto, e os ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex) que aprovaram, em 2011, financiamento do BNDES para obras do Porto de Mariel.

Em nota à imprensa, Cristiane informou que vai pedir ao Instituto Lula e à Odebrecht para encaminharem à CPI comprovantes dos depósitos bancários feitos ao ex-presidente como pagamento por palestras. Segundo o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), do Ministério da Fazenda, o ex-presidente recebeu R$ 2,8 milhões da empreiteira desde que deixou o Planalto.

Filha do ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ), delator do mensalão, a petebista também pretende solicitar ao Itamaraty os telegramas referentes à viagem de Lula a Cuba, publicados pela revista Época.

Telegramas

A correspondência, assinada pelo encarregado de negócios na embaixada do Brasil em Havana, Marcelo Câmara, informa que, “em conversa reservada com o pres. Lula”, representantes da Odebrecht declararam temer o veto do Comitê de Financiamento e Garantia das Exportações (Config), do BNDES, sem contrapartida de Cuba por meio “garantias soberanas”. Na conversa com o ex-presidente, os executivos disseram que o governo brasileiro poderia exigir como garantias a oferta de medicamentos para o Brasil, a alocação de repasses do Mais Médicos, o arrendamento de uma mina de níquel a uma empresa brasileira ou a venda da produção de nafta para a Braskem, empresa do grupo Odebrecht.

Ainda de acordo com o telegrama, os representantes da empreiteira informaram ao ex-presidente Lula que a venda de nafta à Braskem era a hipótese mais “factível” a ser aceita pelo governo cubano. E recomendavam que o dinheiro fosse colocado numa conta à margem dos organismos internacionais de fiscalização.

Segundo o documento, Lula disse ter tratado do assunto com o presidente cubano Raúl Castro, “com ênfase à opção pela venda de nafta”. Conforme o relato da correspondência diplomática, o ex-presidente disse ainda “que reportaria teor das conversações oportunamente” a Dilma.
Anterior Inicio