EM DESTAQUE

Comissária sobrevivente defende piloto: "Morreu como herói"

A comissária de bordo sobrevivente do voo com o time da Chapecoense, Ximena Suárez Otterburg saiu em defesa do piloto Miguel Quiroga, que ...

Rádio Online

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Cerveró é hostilizado em voo para o Rio, onde passará o Natal

O ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró foi hostilizado por passageiros em um voo entre Curitiba e Rio na tarde desta quarta feira (23). Ele recebeu autorização judicial para passar a o Natal com a família.

Cerveró está preso desde janeiro deste ano na capital paranaense no âmbito da Operação Lava Jato por envolvimento no esquema de corrupção da estatal.

Segundo o atleta Cristiano Marcello, 38, que estava no mesmo voo, dois passageiros gritaram ladrão para o preso, quando o avião pousou no Rio, por volta das 15h.

“Ninguém sabia que ele estava ali, foi tudo muito discreto. Ele embarcou antes de todos os passageiros e se sentou na última fila do avião, com dois policiais, sem algemas. Quando o avião pousar foi que vimos que ele estava lá. É vergonhoso, com tudo o que o país está passando, que ele tenha esse é beneficio”, disse Marcello.

Cerveró saiu pela porta de trás do avião, diferentemente do restante dos passageiros, e seguiu da própria pista do Aeroporto Santos Dumont em um carro da Polícia Federal.

Estadão
Proxima Anterior Inicio