EM DESTAQUE

JUAZEIRINHO: GOVERNO AVANÇA NA SEGURANÇA HÍDRICA E MANTÉM RITMO FORTE DE TRABALHO

Programa Água Doce na Barra  O governo da cidade de Juazeirinho avança como se não fosse terminar em 31 de dezembro. O ritmo de trabalh...

Rádio Online

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Cestá básica foi 16,47% mais cara em 2015 em João Pessoa, aponta Dieese

A cesta básica em João Pessoa apresentou aumento de 16,47% em 2015, de acordo com pesquisa divulgada nesta sexta (8) pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Apesar do aumento, a cesta básica pessoense apresentou o terceiro menor valor entre as 18 capitais pesquisadas, custando R$ 316,82 - em comparação, a cesta custava R$ 272,02 em dezembro de 2014. O preço da cesta em dezembro representa ainda um crescimento de 2,15% em relação a  novembro. 

Em 2015, todos os produtos tiveram alta acumulada de preço, exceto a farinha que obteve variação nula. Os aumentos acima da variação média da cesta (16,47%) ocorreram nos seguintes produtos: tomate (40,74%), feijão (40,4%), banana (36,76%), açúcar (36,8%) e óleo de soja (17,65%). Pão (12,06%), arroz (11,27%), manteiga (10,14%), carne bovina de 1º (8,48%), café (8,22%) e leite (5,02%) tiveram aumentos inferiores à taxa média da cesta. Entre novembro e dezembro, todos os produtos também tiveram seus preços aumentados, exceto a banana e o pão francês, que não variaram, e o tomate que caiu -3,12%. 

Em dezembro de 2015, o trabalhador pessoense remunerado pelo salário mínimo comprometeu 88 horas e 27 minutos de sua jornada mensal para adquirir os gêneros essenciais, tempo superior às 82 horas e 39 minutos exigidas no mesmo período de 2014.

Quando se compara o custo da cesta e o salário mínimo líquido, ou seja, após o desconto referente à Previdência Social, a relação era de 43,70% em dezembro de 2015, 40,84% em desembro de 2014 e 42,78%, em novembro último.

Segundo o Dieese, o valor da cesta básica aumentou em todas as capitais pesquisadas. O maior custo do conjunto de bens alimentícios básicos foi apurado em Porto Alegre (R$ 418,82), seguido de Florianópolis (R$ 414,12) e São Paulo (R$ 412,12). Os menores valores médios foram observados em Aracaju (R$ 296,82) e Natal (R$ 309,92).

jp
Proxima Anterior Inicio