EM DESTAQUE

Inep divulga hoje gabaritos da segunda aplicação do Enem

Os candidatos que fizeram a segunda aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no último fim de semana, dias 3 e 4, terão acesso ...

Rádio Online

sábado, 16 de janeiro de 2016

DILMA COMPARA 'PEDALADAS' AO USO DE CINTO DE SEGURANÇA

Em entrevista nesta manhã, a presidente Dilma Rousseff não reconheceu que o governo tenha cometido erro com as chamadas "pedaladas fiscais". A presidente comparou a situação vivida no ano passado ao período em que os brasileiros não tinham a obrigatoriedade, por lei, de usar cinto de segurança.

"Nós não reconhecemos o erro porque, quando o cinto de segurança não era previsto na legislação, os 200 milhões de brasileiros não estavam cometendo nenhum equívoco. Simplesmente a legislação não previa. A mesma coisa aconteceu com o governo. A legislação não previa e como o Tribunal começou a prever, não queremos entrar nesse tipo de disputa, então pagamos", explicou.

Dilma destacou que o governo pagou "tudo" o que o Tribunal de Contas da União (TCU) apontou que era devido às instituições de crédito, entre eles BNDES, Caixa e FGTS. "O governo pagou isso não porque reconheça qualquer erro na questão da forma pela qual nós estávamos atuando", enfatizou. (AE)

LF/Diário do Poder 
Proxima Anterior Inicio