EM DESTAQUE

Comissária sobrevivente defende piloto: "Morreu como herói"

A comissária de bordo sobrevivente do voo com o time da Chapecoense, Ximena Suárez Otterburg saiu em defesa do piloto Miguel Quiroga, que ...

Rádio Online

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Ex-presidiário é apedrejado e morto no cariri

Por volta das 14 horas desta terça-feira (26), foi encontrado no campo de pouso da cidade de Monteiro, o corpo do jovem José Pereira da Silva, de 22 anos, natural de Mulungú. O corpo do mesmo já apresentava sinais de decomposição.

Grego, como era conhecido José Pereira, estava desaparecido desde o domingo. Ele estava morando na cidade de Monteiro há cerca de um mês. Conforme informações de seus familiares ele desapareceu em uma moto, saiu de casa e não disse para onde ia.

A família foi prestar queixa na Polícia sobre o seu desaparecimento, quando ligaram de um número confidencial afirmando que ele foi morto a pedradas no campo de pouso.

Inicialmente, a polícia se dirigiu ao local, mas não encontrou nada. Logo depois, a família resolveu ir e encontrou o corpo de Grego que estava bastante machucado. Pelas informações iniciais, o jovem teria sido morto a pedradas.

A Polícia informou a Rádio Cidade de Sumé, que ele estaria envolvido em um homicídio na cidade de Mulungú.

Em Mulungú ele era conhecido como “Pimba”, contra ele recai a acusação de homicídios na cidade de Mulungu com requintes de crueldade. Ele foi preso em outubro de 2013 e era considerado frio e calculista por policiais militares da cidade de Mulungu.

Com Jacqueline Oliveira e Paulo Vianna 
Proxima Anterior Inicio