Notícia da hora

domingo, 24 de janeiro de 2016

Ex-senador é preso suspeito de abuso sexual e posse de pornografia infantil

O ex-senador Nezinho Alencar, de 67 anos, foi preso neste sábado (23) durante a operação Confiar. Segundo informações da Polícia Federal, ele é suspeito de abusar sexualmente de duas crianças, de oito e seis anos. Uma mulher que não teve o nome divulgado também foi presa.

Ainda conforme a PF, os suspeitos também são investigados por posse de pornografia infantil.
As crianças são filhas de um vaqueiro que é funcionário de uma das fazendas do político no Tocantins, informou a polícia em entrevista à TV Anhanguera.

A denúncia foi feita pelo pai das crianças depois de gravar um vídeo do homem abusando delas para provar o fato. Ele teria deixado um celular escondido enquanto saiu para trabalhar.

Alencar foi suplente de senador no Tocantins entre 2005 e 2011 e chegou a ocupar o cargo por quatro meses. Ele também foi deputado estadual no primeiro mandado do parlamento tocantinense.

As prisões foram determinadas pela Justiça Federal. Foram cumpridos dois mandados de prisão e um de busca e apreensão em Guaraí, região central do estado.

O homem vai ficar preso na Casa de Prisão Provisória de Palmas e a mulher será conduzida para a cadeia feminina. As investigações correm em segredo de Justiça. O G1 não conseguiu falar com a advogada do político até a publicação desta reportagem.

Parentes do ex-senador informaram que até às 19h ela estava reunida com o delegado e deve entrar em contado depois que sair da delegacia. Do G1 TO, com informações da TV Anhanguera.
Share:

Curta Prefeitura de Assunção

Dicas de Saúde

O Brasil é destaque aqui