EM DESTAQUE

JUAZEIRINHO: GOVERNO AVANÇA NA SEGURANÇA HÍDRICA E MANTÉM RITMO FORTE DE TRABALHO

Programa Água Doce na Barra  O governo da cidade de Juazeirinho avança como se não fosse terminar em 31 de dezembro. O ritmo de trabalh...

Rádio Online

sábado, 30 de janeiro de 2016

OPOSIÇÃO ACREDITA QUE CERCO A LULA ESTÁ SE FECHANDO

A oposição está certa de que o “cerco está se fechando” contra o ex-presidente Lula. Para líderes e dirigentes oposicionistas no Cogresso Nacional, suspeitas ganharam força após uma fornecedora afirmar que a Odebrecht pagou pela reforma de um sítio usado pelo petista e sua família.
O presidente do DEM, senador Agripino Maia (RN), afirmou que “as evidências se avolumam e é um assunto que não se esgota. Primeiro o tríplex, agora o sítio. São elementos demolidores”. “Em algum momento, esse laço vai se fechar”, concluiu o democrata.

O líder do partido na Câmara, deputado Mendonça Filho (PE), acredita que é o “fim da blindagem política” de Lula após as novas revelações sobre as relações entre Lula e empreiteiras envolvidas no escândalo da Operação Lava Jato colocam o petista “sob grave suspeita”. “São fatos contundentes que minam a blindagem política de Lula e colocam em xeque a figura quase mítica do ex-presidente”, afirmou.

“O Petrolão não nasceu sem pai. Um esquema criminoso desse, altamente organizado, tinha um comando que vinha das maiores instâncias do Palácio do Planalto para manter um grupo no poder e o enriquecimento ilícito de agentes públicos”, afirmou o também democrata senador Ronaldo Caiado (GO), líder do DEM no Senado.

Para o líder do PPS na Câmara, deputado Rubens Bueno (SP), não foi apenas Lula que se beneficiou da relação com empreiteiras. “Seu instituto recebeu milhões de empreiteiras por palestras, ele viajou o mundo de carona em jatinhos dessas empresas, seus filhos também foram beneficiados e ainda temos 'presentes', as reformas que, ao final das investigações, poderão ser caracterizadas como propina”, afirmou Caiado.


Proxima Anterior Inicio