EM DESTAQUE

Conselheiro do TCE elogia processo de transição em Juazeirinho

O prefeito Jonilton Fernandes esteve em João Pessoa essa semana em reunião com o Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado - TCE - Dout...

Rádio Online

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Policial reage e mata menor que teria lhe apontado arma falsa; comparsa é detido

Um adolescente de 16 anos foi morto a tiros após supostamente ter apontado uma arma de brinquedo para um policial civil durante um assalto no Centro da cidade de Sousa, no Sertão da Paraíba, a 438 km de João Pessoa, na tarde desta segunda-feira (25). Segundo a polícia, o agente teria resolvido agir para conter a ação criminosa do menor, que estava acompanhado de um comparsa de 21 anos, que foi preso posteriormente.

A Polícia Civil informou que o agente viu a dupla assaltando e deu voz de prisão aos suspeitos. Um deles correu e, nesse momento, o menor teria feito um movimento com a arma falsa, fazendo com que, para se defender, o policial resolvesse efetuar disparos, sem saber que o armamento era apenas um simulacro.

O menor atingido morreu no local da ocorrência, que passou por uma perícia. O corpo foi direcionado para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal de Patos, também no Sertão.

Após buscas na cidade, o outro suspeito de envolvimento foi detido e a moto usada no assalto foi apreendida. Conforme a polícia, ele confessou a participação na ação que teve a companhia do menor, mas disse que não sabia quais seriam as intenções do adolescente com a atitude que teria tomado. Ele foi direcionado para a Colônia Penal Agrícola de Sousa.

O policial civil que disparou contra o menor esteve a todo tempo no acompanhamento do caso e se apresentou na delegacia da cidade, onde foi aberto um inquérito para apurar o fato. Até as 20h10 desta segunda, o delegado Carlos Seabra, que ficou responsável pelas investigações, colhia depoimentos de testemunhas e envolvidos no episódio.

correio
Proxima Anterior Inicio