EM DESTAQUE

Incêndio entre Junco do Seridó e Assunção é considerado o maior desastre ambiental da região do seridó e cariri

Entre Junco do Seridó e Assunção, a mata está sendo destruída há vários dias por conta de um incêndio incontido pelos bombeiros. O fo...

Rádio Online

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Prefeitos paraibanos atrasam folhas e deixam 5 mil servidores sem salário

A Federação dos Trabalhadores em Serviços Públicos Municipais do Estado da Paraíba (Fespem-PB) e sindicatos vão esperar a retomada dos trabalhos no Tribunal de Justiça da Paraíba e demais unidades do Poder Judiciário estadual, na quinta-feira, para pedirem o bloqueio do Fundo de Participação dos Municípios das prefeituras paraibanas com vistas ao pagamento do 13º salário ou as folhas de dezembro e novembro. Levantamento preliminar mostra que 14 prefeitos atrasaram o pagamento, atingindo cerca de cinco mil funcionários. Em Patos, os funcionários da Saúde entraram em greve ontem. 

Em Igaracy, no Sertão da Paraíba, os servidores denunciam que a prefeitura não pagou a gratificação natalina e a folha de dezembro. O Executivo local tem 412 servidores, sendo 319 efetivos e o restante integrado por detentores de cargos comissionados e prestadores de serviço. As despesas com pessoal chegam a R$ 550 mil por mês. Procurada, a prefeita Deusa Leite não foi encontrada para se pronunciar sobre o atraso. Ainda na região sertaneja, o prefeito de Catingueira, Albino Félix, não pagou a folha de dezembro e a gratificação natalina. 

Em Massaranduba, no Agreste, a direção do Sintab denunciou ontem que os salários de dezembro não foram pagos e parte de dezembro está atrasada. A prefeita Joana D'Arc Coutinho diz que os vencimentos estão em dia. Em Riachão do Bacamarte, foram registrados atrasos quanto aos meses de dezembro e parte de novembro. “O Sintab vai pedir o bloqueio do FPM e programar greve nestas duas cidades”, anunciou o diretor do sindicato, Napoleão Maracajá. Ele também denunciou que servidores da Saúde, a exemplo de agentes de combate às endemias, não receberam os salários de dezembro e os prestadores de serviço estão há quatro meses sem perceber os vencimentos. 

GREVE EM PATOS

Os servidores da Saúde de Patos entraram em greve ontem. A presidente do Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região (Sinfemp), Carminha Soares, explicou que a paralisação se deve ao atraso no pagamento dos salários de dezembro. Ela também denunciou que os aposentados ainda não receberam os proventos do mês passado. 

A secretária de Finanças, Méryclis Medeiros, disse que a greve é ilegal, pois a prefeitura tem até o quinto dia útil deste mês (sexta-feira) para pagar a folha da Saúde de dezembro. “O governo federal não repassou os recursos da saúde de novembro e dezembro. Com recursos próprios, pagamos novembro e esperamos os repasses para efetuar o pagamento de dezembro”, explicou a secretária. Já os aposentados recebem hoje.

Prefeituras com problemas no pagamento

Cacimba de Areia (Dezembro) 
Catingueira (Dezembro e 13º)
Igaracy (Dezembro e 13º)
Massaranduba  (Dezembro e parte de novembro)
Nova Olinda (Dezembro)  
Nova Palmeira (Dezembro)
Olho D'Água (Dezembro)  
Patos (Dezembro- aposentados e Saúde)
Piancó (Dezembro- Educação)  
Puxinanã (Dezembro- parte da saúde e 4 meses prestadores de serviço) 
Riachão do Bacamarte (Dezembro e parte de novembro) 
Santana dos Garrotes (Dezembro)
São José de Espinharas (Dezembro) 
Santa Luzia (Dezembro- aposentados e 13º – parte dos efetivos)
brejo dos santos (não pagou o 13º)

JP
Proxima Anterior Inicio