EM DESTAQUE

Conselheiro do TCE elogia processo de transição em Juazeirinho

O prefeito Jonilton Fernandes esteve em João Pessoa essa semana em reunião com o Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado - TCE - Dout...

Rádio Online

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Enfermeira foi morta com 38 facadas por conta de relacionamento do filho, diz polícia

Correio - Um casal foi preso suspeito de matar a enfermeira Elizabeth Costa, de 60 anos, com 38 facadas em João Pessoa. O homem de 40 foi preso em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife (PE), nessa quinta (18), e a mulher de 19 anos foi presa no bairro do Geisel, na capital paraibana, nesta sexta (19). Segundo a polícia, o crime teria ocorrido por conta de um envolvimento amoroso existente entre a companheira do suspeito e o filho da vítima.

A delegada Maria das Dores Coutinho concluiu que o homem foi até a casa da vítima na intenção de cometer o crime. “Em depoimento, entendemos que ele já foi à residência planejando executar a enfermeira. Para isso, ele convenceu sua inquilina, a jovem de 19 anos, a ir até a casa da vítima chamá-la e, nesse momento, ele apareceu, entrou na casa e executou o assassinato. Segundo o que apuramos, a motivação para o crime está ligada a um envolvimento amoroso existente entre a companheira do suspeito e o filho da vítima. O suspeito entendia que a enfermeira poderia ter evitado o relacionamento extraconjugal”, disse a delegada.

Para a Polícia Civil, o caso é considerado concluído, e com o cumprimento dos mandados de prisão preventiva, os suspeitos responderão pelo crime de homicídio duplamente qualificado, pelo motivo fútil e crueldade na ação. A dupla será encaminhada para unidades prisionais do Estado, onde deverão aguardar as decisões da Justiça.

A enfermeira foi assassinada em casa, no bairro do Cuiá, na Zona Sul de João Pessoa, no dia 8 de dezembro de 2015.
Proxima Anterior Inicio