EM DESTAQUE

Conselheiro do TCE elogia processo de transição em Juazeirinho

O prefeito Jonilton Fernandes esteve em João Pessoa essa semana em reunião com o Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado - TCE - Dout...

Rádio Online

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Hugo Motta e Leonardo Picciani disputam hoje liderança do PMDB na Câmara Federal

G1-Dividida entre uma ala pró e outra contra a presidente Dilma Rousseff, a bancada PMDB na Câmara dos Deputados decide nesta quarta-feira (17) quem será o novo líder em 2016.

No páreo, estão o atual líder, Leonardo Picciani (PMDB-RJ), aliado do Palácio do Planalto, e o deputado Hugo Motta (PMDB-PB), próximo do presidente Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Em jogo, está o processo de impeachment da presidente, assim como a tramitação de projetos de interesse de governo, já que o líder do PMDB conduz o maior partido dentro da Câmara.

Embora tenha uma aliança com o PT e ocupe a Vice-presidência da República, além de outros seis ministérios, uma parcela do PMDB defende o rompimento com o governo.

O comando da bancada também é cobiçado porque caberá ao líder indicar os oito integrantes do partido para a comissão especial que analisará o processo de impeachment de Dilma.

A eleição servirá ainda para medir a influência do presidente da Câmara sobre a bancada peemedebista. No ano passado, Cunha capitaneou diversas derrotas ao Planalto, inclusive com a deflagração do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, mas perdeu forças diante do agravamento das denúncias contra ele.

Picciani, por outro lado, acabou se isolando na bancada ao se aproximar do Planalto e acabou destituído em uma manobra patrocinada por Cunha. Pouco depois de uma semana, conseguiu apoio suficiente para reassumir a liderança e conta com apoio do governo para se manter no cargo.


Proxima Anterior Inicio