EM DESTAQUE

Incêndio entre Junco do Seridó e Assunção é considerado o maior desastre ambiental da região do seridó e cariri

Entre Junco do Seridó e Assunção, a mata está sendo destruída há vários dias por conta de um incêndio incontido pelos bombeiros. O fo...

Rádio Online

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

MENSAGEM DE DILMA DEVE ABORDAR VÍRUS ZIKA E CPMF

O zika vírus e a volta da CPMF deverão ser os principais temas da mensagem que a presidente Dilma Rousseff levará pessoalmente ao Congresso Nacional na tarde desta terça-feira, na sessão solene de abertura do ano legislativo.

O vírus é o provável causador da microcefalia, o que motivou a decretação de estado de emergência de saúde pública internacional pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e uma campanha do governo de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. A volta da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) é apontada pela presidente como a melhor solução para a superação da crise econômica.

Embora enfrente um processo de impeachment na Câmara dos Deputados, Dilma não deverá abordar o assunto em sua mensagem, segundo o ministro da Casa Civil, Jaques Wagner. A previsão é que a presidente chegue ao Congresso no início da tarde para entregar o texto ao presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL).

Até o fim da tarde desta segunda, não havia previsão de que Dilma fosse ao Congresso, mas, conforme adiantou o Blog da Cistiana Lôbo, o ex-ministro Delfim Netto, um dos conselheiros da presidente, sugeriu que ela comparecesse. Ainda segundo o blog, Dilma pedirá a colaboração dos parlamentares para aprovar a CPMF e a Desvinculação das Receitas da União (DRU).

A mensagem do presidente da República é enviada anualmente ao Congresso e lida na abertura no ano legislativo. Nesse texto, o chefe do Executivo relaciona os projetos de maior interesse do governo para o ano e diz o que fará ao longo de 12 meses na economia.

Nesta segunda, após se reunir com Dilma e representantes dos 31 ministérios do governo, além de integrantes de bancos públicos e de autarquias federais, o ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, falou dos assuntos a serem abordados na mensagem presidencial.

“Ela [Dilma] vai falar [na mensagem ao Congresso] do zika e, evidentemente, da atual situação econômica e das medidas que estão no Congresso e que devem ser aceleradas em sua votação. E ela também vai falar provavelmente de CPMF, porque é uma medida que consideramos muito importante”, declarou o ministro.

Pela programação da presidente prevista para esta terça, divulgada pela Secretaria de Comunicação Social, Dilma receberá pela manhã no Palácio do Planalto o presidente da Bolívia, Evo Morales.

No início da tarde, após pronunciamento à imprensa, os dois seguirão para o Palácio do Itamaraty, sede do Ministério das Relações Exteriores, para um almoço.

De lá, ela seguirá para o Congresso para levar a mensagem, que deverá ser entregue ao seandor Renan Calheiros (PMDB-AL).
Proxima Anterior Inicio