EM DESTAQUE

Conselheiro do TCE elogia processo de transição em Juazeirinho

O prefeito Jonilton Fernandes esteve em João Pessoa essa semana em reunião com o Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado - TCE - Dout...

Rádio Online

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

MICROCEFALIA: SAÚDE NÃO EXPLICA 91% DOS CASOS

Enquanto luta para desqualificar médicos argentinos, que apontam o larvicida pyriproxyfen como a provável causa de microcefalia no Brasil, o Ministério da Saúde ainda não encontrou explicação para 421 dos 462 casos de malformação de bebês. Isto é, não sabe explicar a causa de 91% dos casos confirmados de microcefalia no País. Só 41 casos têm relação com o zika, segundo o último informe epidemiológico.

É estranha a aposta do Ministério da Saúde no zika como causa da microcefalia, ainda que admita comprovação em apenas 9% dos casos.

Sem saber a causa de 91% dos casos de microcefalia, o ministério lista outras possibilidades: sífilis, rubéola, toxoplasmose, citomegalovírus...

Médicos gaúchos se associam à convicção dos colegas argentinos sobre o uso do pyriproxyfen como a provável causa de microcefalia.

Em nota, o governo faz sua opção preferencial pelo zika vírus e ataca a suspeita da droga pyriproxyfen como a provável causa de microcefalia.
Proxima Anterior Inicio