EM DESTAQUE

Inep divulga hoje gabaritos da segunda aplicação do Enem

Os candidatos que fizeram a segunda aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no último fim de semana, dias 3 e 4, terão acesso ...

Rádio Online

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

No Junco do Seridó população e políticos cobram fim do uso do capacete para motoqueiros como medida de segurança

A cobrança ocorreu na noite dessa quinta feira (25) no plenário da Câmara Municipal, onde aconteceu uma audiência pública para tratar sobre a onda de assaltos que vem ocorrendo no município, a iniciativa foi do presidente da Câmara, o vereador Igor Nóbrega, apoiado por todos os parlamentares da Casa Legislativa. 

Compareceram os vereadores Igor Nóbrega, presidente do parlamento, Antônio Ludgério, Evaristo Júnior, Ivaldo Nóbrega, Jean Carlos, Thiago Meneses, Bartolomeu Pinheiro e Expedito Rosa, com a ausência justificada de Sebastião Donato, motivo de saúde.

Também esteve presente o prefeito do município Branco Simões e o capitão Jakson do 3º Batalhão da Polícia Militar, foi a autoridade policial convidada pelo parlamento. 

Todas as autoridades políticas e a comunidade cobraram medidas que inibissem as ações de criminalidade e devolvesse a sensação de paz. 

A principal demanda levada até o capitão Jakson, foi banir o uso do capacete por parte dos motoqueiros dentro do perímetro urbano do município do Junco do Seridó, o que foi veementemente negado pela autoridade policial "nós da polícia não temos qualquer autoridade para atender o pleito de vocês, o uso do capacete por parte de motoqueiros é regulamentado por uma Lei Federal", disse o capitão.  

Todos os vereadores, a comunidade e o prefeito, foram insistentes na questão, eles pediram para que o capitão Jakson, marcasse uma audiência no Batalhão da polícia com sede em Patos, para que eles voltassem a tratar a questão com uma autoridade hierarquicamente maior que o capitão, que mesmo assim de dispôs a marcar o encontro. 

Para a população, as ultimas ações criminosas que ocorreram dentro do município, tiveram relação direta com motoqueiros com o rosto escondido por baixo dos capacetes. 

Impossibilitado de atender a demanda popular, o capitão Jakson apenas afirmou que vai manter na cidade o efetivo policial de três soldados, e quando possível, determinará rondas com três viaturas da Rotam. O município do Junco do Seridó tem uma população estimada em 9 mil habitantes.  





Redação do cariri 




Proxima Anterior Inicio