EM DESTAQUE

Incêndio entre Junco do Seridó e Assunção é considerado o maior desastre ambiental da região do seridó e cariri

Entre Junco do Seridó e Assunção, a mata está sendo destruída há vários dias por conta de um incêndio incontido pelos bombeiros. O fo...

Rádio Online

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Prefeito de 61 anos é preso em flagrante por estuprar uma jovem de 18 anos que vendia livros para pagar estudos

O médico e prefeito de Santa Inês-MA, Ribamar Alves (PSB), de 61 anos, foi preso em flagrante pelo crime de estupro, na manhã da última sexta-feira (29), na cidade, que fica a 250 km de São Luís. Segundo informações da Polícia Civil, a vítima é natural do Paraná, possui 18 anos e trabalha como colportora (jovens que vendem livros para pagar os estudos).

O delegado Regional de Santa Inês, Rafael Reis, confirmou, em entrevista coletiva realizada na sede da secretaria, na capital maranhense, que o ato criminoso ocorreu na noite de quinta-feira (28) em um motel. Segundo a jovem, o prefeito teria passado direto na entrada.

“O fato se deu entre 21h e 23h de ontem. A vítima foi até a casa do prefeito vender livros e ele a convidou para um passeio, com a desculpa de que iria comprar os livros após o passeio. Dentro do carro, ele abordou ela e entrou direto em um motel. E, lá, apesar de não ter sido agredida, foi caracterizado o estupro. Ela teria até chorado durante o ato”, relata.

Conforme o delegado, a jovem confirmou, em depoimento à polícia, que Ribamar Alves já havia entrado em contato com ela pelo celular. “Após o crime, a vítima nos procurou e ela disse, em depoimento, que, na verdade, ele já vinha assediando ela”, conta.

Rafael Reis disse que a vítima está muito traumatizada e que ainda hoje será examinada por uma equipe do Instituto de Criminalística (Icrim). “Ela chorava muito e está muito traumatizada. Ela vai ser averiguada por profissionais do Icrim”, afirma.

De acordo com o delegado, Ribamar Alves será autuado pelo crime de estupro, previsto no artigo 213 do Código Penal, que prevê pena de seis a dez anos de reclusão. Após depoimento, o prefeito será encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas. “Ele vai ser enquadrado no Artigo 213 e ainda hoje ele vai direto para uma unidade da Sejap em Pedrinhas”, finaliza.

O prefeito chegou a São Luís de helicóptero, na tarde desta sexta-feira, e prestoudepoimento na sede da secretaria. Por telefone, o advogado Ronaldo Ribeiro, que defende Ribamar Alves, confirmou que o prefeito manteve relações sexuais com umamulher e que ela maior de idade. “Foi tudo consensual”, afirma – G1.
Proxima Anterior Inicio