EM DESTAQUE

Inep divulga hoje gabaritos da segunda aplicação do Enem

Os candidatos que fizeram a segunda aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no último fim de semana, dias 3 e 4, terão acesso ...

Rádio Online

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Ricardo diz que não pode garantir pagamentos em dia por conta da crise

PC-O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), afirmou nesta quinta-feira (11) que não tem como garantir pagamentos em dia por conta da crise econômica e política no Brasil. Apesar disso, ele falou que está comprometido com as obrigações financeiras e mantém planejamento para que não haja problemas.

Ricardo abriu o ano letivo da rede estadual de ensino, no bairro de Mangabeira, na Zona Sul de João Pessoa. Ao ser questionado sobre as reivindicações salariais de categorias do Estado, ele disse que poderia conceder reajustes de 25% ou 30%, mas que isso não é possível. “A Paraíba é o único estado que está pagando a folha dentro do mês trabalhado. Gostaria de dar 25% ou 30% de reajuste, agora, evidentemente que cada um de nós está aqui, com o pezinho no chão”, falou Ricardo.

Sobre paralisações e greves, o governador afirmou que elas são legítimas, mas que está governando para o estado e não somente para grupos. “É legitimo reclamar. Cada um de nós tem um papel; o meu papel é garantir para a povo da Paraíba a normalidade dos serviços. Não posso governar para uma ou outra categoria, mas para a população, que sofre os efeitos da crise. Muitos estão sem emprego; eu preciso olhar pra eles. Tenho a condição e a capacidade de poder focar nisso para abraçar mais gente”, disse Ricardo.

Os professores do Estado estão com paralisação marcada para o dia 17 deste mês e reivindicam o andamento do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR). Já os servidores do Fisco Estadual alegam que não conseguem diálogo com o Estado.
Proxima Anterior Inicio