EM DESTAQUE

Incêndio entre Junco do Seridó e Assunção é considerado o maior desastre ambiental da região do seridó e cariri

Entre Junco do Seridó e Assunção, a mata está sendo destruída há vários dias por conta de um incêndio incontido pelos bombeiros. O fo...

Rádio Online

sábado, 6 de fevereiro de 2016

Romero contraria empresários e homologa nova tarifa de ônibus em Campina

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (foto), não acatou a proposta do Conselho Municipal de Transportes, que aprovou nesta sexta-feira, 05, o reajuste das passagens dos transportes coletivos da cidade de R$ 2,55 para R$ 2,90.

Após analisar as planilhas de custos e mesmo concordando com os dados técnicos, e ainda reconhecendo a legitimidade dos números apresentados pelo conselho, o chefe do poder executivo resolveu homologar um reajuste menor, contrariando a proposta dos empresários, para amenizar o impacto na economia dos campinenses.

Desta forma, o prefeito assinou decreto que autoriza o reajuste para R$ 2,75. O novo valor passa a vigorar a partir deste domingo, 06. Romero destacou que a gestão municipal vem trabalhando para melhorar a malha viária, executando ações de mobilidade urbana como a implementação pela STTP, na Avenida Floriano Peixoto, de um corredor exclusivo para carros, e uma via intermediária que será oferecido para o transporte público, para que haja operacionalidade do sistema de transportes.

Outra ação da prefeitura foi a implantação de GPS em todos os veículos, aliado ao serviço do Google Trânsit que é um aplicativo para celular com informações de em quanto tempo cada ônibus vai chegar em cada ponto da cidade, atingindo 100% da frota.

O prefeito acrescenta ainda, que o reajuste está condicionado as melhorias no terminal de integração das Malvinas, como também na renovação da frota de veículos com a implementação de novos carros ainda neste primeiro semestre.

“Decidimos por minimizar o impacto no bolso os campinenses, chegando a um reajuste mínimo, já que também não podemos comprometer o funcionamento do sistema de transporte público coletivo”, avaliou o prefeito.

Romero Rodrigues decidiu autorizar um reajuste menor do que o reivindicado pelas empresas, e aprovado pelo conselho municipal de transportes, e mais uma vez atento aos apelos da sociedade, ainda que reconhecendo a legitimidade dos dados apresentados em detalhadas planilhas, e que expõem a necessidade de reajuste.

FONTE: Da Redação com Codecom/CG
Proxima Anterior Inicio