EM DESTAQUE

Comissária sobrevivente defende piloto: "Morreu como herói"

A comissária de bordo sobrevivente do voo com o time da Chapecoense, Ximena Suárez Otterburg saiu em defesa do piloto Miguel Quiroga, que ...

Rádio Online

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Vereador de Taperoá diz que há indícios de irregularidades no contrato do carro do gabinete do prefeito

O vereador José Humberto de Sales, Beto da Internet, fez mais uma denúncia contra o prefeito Jurandi Gouveia de Farias, dessa vez a respeito do carro de uso do gabinete do gestor, um automóvel da marca Toyota, modelo Hilux SW4. 

Argumentos do parlamentar 

Segundo o vereador no final do ano 2012, alguns meses depois da eleição de outubro, o referido veículo estava em nome do senhor Gerson Albuquerque Maranhão, mas foi transferido para a titularidade do senhor Jocel Farias. 

O parlamentar afirma que nesse período, o senhor Jocel, trabalhava numa empresa privada ligada ao prefeito Jurandi Gouveia de Farias, a JP Reações onde Jocel atuava como motorista.

O vereador relatou que em (2013), a Hilux SW4, mesmo pertencendo a Jocel Farias, foi locada pelo governo municipal através de uma locadora chamada Silva Locações de veículos, com endereço na cidade de Campina Grande, mas que segundo ele, no local da sede foi encontrado um salão de beleza " Eu fui lá nessa locadora junto com o vereador Antônio Vieira de Queiroz e com a vereadora Sileide... a locadora não existe, lá é um salão de beleza". Disse o legislador.

José Humberto de Sales afirmou também que em contato com o dono do prédio onde deveria funcionar a locadora, o mesmo disse que nunca funcionou qualquer empresa dessa natureza no referido endereço, bairro presidente Médici em Campina Grande. 

O vereador relatou que outro fato intrigante é que alguns cheques que a prefeitura usava para pagar o aluguel do carro em nome da locadora Silva Locações, foram depositados na conta da empresa dos produtos parari, da qual a empresa JP Rações, ligada ao prefeito Jurandi, é cliente. 

No ano 2014, o parlamentar afirma que o carro novamente mudou de titularidade e endereço. O novo dono teria sido o Senhor Pedro Henrich e a placa saiu de Taperoá para Livramente, além disso, segundo o vereador, o novo dono, conhecido como Pedrinho, mantinha relação comercial com o governo de Taperoá na venda de material de construção. 

Nesse período de 2014, o denunciante afirma que o valor pago pelo aluguel da Hilux também foi alterado, de 6 mil e 300 reais para 7 mil e 200 reais.

Para José Humberto de Sales existem fortes indícios de irregularidades, ele garante que já acionou a justiça para apurar os fatos. 

ESCUTE AQUI TODO O ÁUDIO DA DENÚNCIA DO VEREADOR
Nosso portal também buscou contato com o prefeito Jurandi Gouveia de Farias para que o mesmo se posicionasse a respeito dos fatos abordados pelo vereador. Ele foi conciso: "O caminho é ele colocar na justiça". 

Confira abaixo alguns documentos fornecidos pelo vereador José Humberto de Sales, ele disse que se trata das provas da denúncia.





Documento em que o vereador tenta mostrar que Pedro Henrich, outro suposto dono do automóvel, mantinha relações comerciais com o governo.




Documento onde o vereador tenta provar que no ano 2014 a hilux em questão passou para titularidade do senhor Pedro Henrich, segundo o vereador uma pessoa ligada a administração municipal como fornecedora de material de construção. 



Documento em que o vereador tenta mostrar que o senhor Jocel Farias presta serviços para industria e comercio JP Rações. 


Documento que segundo o vereador prova que o automóvel do gabinete do prefeito em 2013, estava na titularidade do senhor Jocel Farias, ainda segundo o parlamentar, motorista de uma empresa privada do próprio prefeito.


Cheque pago a empresa Silva Locações, a parte de baixo é o verso do mesmo cheque com as informações da conta em que foi depositado, o vereador alega ser da distribuidora de alimentos Parari.



     
Proxima Anterior Inicio