EM DESTAQUE

Incêndio entre Junco do Seridó e Assunção é considerado o maior desastre ambiental da região do seridó e cariri

Entre Junco do Seridó e Assunção, a mata está sendo destruída há vários dias por conta de um incêndio incontido pelos bombeiros. O fo...

Rádio Online

quarta-feira, 2 de março de 2016

Após 32h, servidores manifestantes desocupam as dependências da ALPB

PC-Após a ocupação do plenário por representantes dos servidores públicos estaduais ter impedido a realização de sessão ordinária na Assembleia Legislativa nesta terça-feira (1º), os manifestantes, que haviam deslocado a permanência para o Salão Nobre da Casa, desocuparam as dependências da ALPB na noite desta terça, após 32 horas de movimento. A decisão foi tomada após o governo do Estado garantir que eles farão uma reunião nesta quinta (3) com os secretários Tárcio Pessoa (Finanças e Planejamento) e Livânia Farias (Administração). Os manifestantes são contrários à Medida Provisória 242, que congela salários e adia a data-base.

O presidente da ALPB, deputado estadual Adriano Galdino (PSB), recebeu no gabinete dele uma representação dos manifestantes ainda na manhã desta terça, quando estes disseram que só deixariam o local após serem recebidos por secretários estaduais para um diálogo.

Em entrevista coletiva à imprensa, Galdino, antes da reunião com os servidores, disse que havia pedido a desocupação do plenário. Ele afirmou que o Poder Legislativo não pode ficar com os trabalhos paralisados por conta de um protesto de "cerca de 12 servidores públicos estaduais, que impedem a votação de matérias importantes para toda a população". Ele disse que se houvesse impasse no entendimento, poderia tomar "outras providências" para desocupar o plenário.



A ocupação foi coordenada basicamente pelos servidores da Universidade Estadual da Paraíba e do Fórum dos Servidores Públicos Estaduais.
Proxima Anterior Inicio