EM DESTAQUE

Inep divulga hoje gabaritos da segunda aplicação do Enem

Os candidatos que fizeram a segunda aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no último fim de semana, dias 3 e 4, terão acesso ...

Rádio Online

quarta-feira, 16 de março de 2016

Cássio se reúne com ministro da Integração para discutir transposição

O senador paraibano Cássio Cunha Lima (PSDB) participou de audiência com o ministro da Integração Nacional, Carlos Vieira, na última segunda-feira (14), na secretaria executiva do Ministério da Integração Nacional, na Esplanada dos Ministérios. Participaram também o senador Garibaldi Filho (PMDB-RN) e o deputado federal Marcondes Gadelha (PSC-PB).

Durante a reunião, o ministro interino Carlos Vieira fez uma explanação do Projeto de Integração do Rio São Francisco, apresentou um vídeo e vários mapas da obra. Vieira destacou a evolução e o percentual de execução das obras e as ações de revitalização do Rio São Francisco.

Desafio

Em plenário, o senador Cássio Cunha Lima felicitou o ministro Carlos Vieira pelo comprometimento que ele vem tendo com a obra, que não pode mais ser retardada. “Esse é um desafio do Estado brasileiro, não apenas do Governo”, frisou Cássio.

A perspectiva é de que o Eixo Norte possa ter a sua primeira etapa em funcionamento ainda em 2016, em meados de outubro ou novembro, como foi assegurado pelo Ministro na reunião, e o Eixo Leste, que terá possibilidade de resolver os problemas de abastecimento, sobretudo em Campina Grande e toda a região, com perspectiva para o início de 2017.

“É uma esperança, porque não resta outra alternativa para o abastecimento humano do Nordeste, senão a conclusão da transposição. A presença do deputado Marcondes Gadelha nessa audiência também foi muito importante, ele, que é um pioneiro nesta luta e que sempre esteve na vanguarda desta causa” destacou o senador.

No plenário do Senado Federal, Cássio Cunha Lima elogiou o ministro Carlos Vieira que atendeu ao convite que foi formulado. “Importante esse encontro para que possamos ter essa integração da nossa bancada nordestina, em defesa do rio, para que ele possa ser revitalizado, ser salvo dentro do projeto, e, naturalmente, dentro do cronograma previsto”.
Proxima Anterior Inicio