EM DESTAQUE

Incêndio entre Junco do Seridó e Assunção é considerado o maior desastre ambiental da região do seridó e cariri

Entre Junco do Seridó e Assunção, a mata está sendo destruída há vários dias por conta de um incêndio incontido pelos bombeiros. O fo...

Rádio Online

quinta-feira, 3 de março de 2016

DELCÍDIO REVELA QUE LULA FOI O MENTOR DA CONVERSA QUE O LEVOU À PRISÃO

Em depoimento ao Ministério Público Federal (MPF), o senador Delcídio do Amaral (PT-MS), preso na Operação Lava Jato, revela que o ex-presidente Lula foi o mentor da conversa em que ele oferece propina mensal e uma rota de fuga de Nestor Cerveró do País. Lula, inclusive, marcou a conversa de Delcídio com Bernardo Cerveró, filho do ex-diretor, que gravou o encontro. A confissão de Delcídio é revelado em reportagem da revista IstoÉ que sai às bancas nesta quinta-feira (3).

Ele contou também que a presidente Dilma Rousseff tentou interferir na Operação Lava Jato, inclusive nomeando ministros no Suremo Tribunal Federal que se comprometiam em ajudar o governo e acusados nas investigações, incluindo dirigentes de empreiteiras acusadas de participar do esquema.

Em suas declarações à força-tarefa da Lava Jato, Delcídio cotou que Dilma Rousseff sabia de tudo sobre as negociações para a compra superfaturadada da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos. Avaliada pouco antes em US$42,5 milhões, a refinaria foi comprada pela Petrobras por US$ 1,3 bilhão. O senador estaria entre os beneficiados com o recebimento de propina em relação à negociata.

O depoimento de Delcídio faz parte do acordo de delação premiada, revelado em primeira mão pelo Diário do Poder e negado pelo advogado do senador. A conversa foi gravada por Bernardo Cerveró em um hotel de Brasília, e motivou a prisão do então Líder do Governo no Senado.

Delcídio do Amaral vinha mantendo conversas frequentes com o ex-presidente Lula, antes de ser preso. Ambos tinham um jantar marcado para o dia seguinte à operação em que a Polícia Federal cumpriu ordem do ministro Teori Zavascki para prendê-lo em flagrante.
Proxima Anterior Inicio