Especialista em saúde avalia politicas públicas

sábado, 19 de março de 2016

Explicação de Dilma para nomeação de Lula foi “ridícula”, aponta jornal “New York Times”

Em duro editorial publicado nesta sexta-feira (18), o jornal norte-americano “The New York Times” afirmou que a presidenta Dilma Rousseff (PT) “luta por sobrevivência política”, mas que, “surpreendentemente, parece ter achado que tinha capital político de sobra” quando indicou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a Casa Civil.

Sua explicação para a indicação, de que Lula é um negociador de talento e, assim, ajudaria o Brasil a conter suas diversas crises, foi “ridícula”, segundo o jornal.

Para o “New York Times”, Dilma criou outra crise, “de confiança em seu próprio julgamento”. O texto diz que Lula e Dilma querem retardar o máximo possível o dia de julgamento de Lula “dando a ele as proteções da Justiça a que membros do governo têm direito”.

“Cerca de 50 autoridades – incluindo políticos de outros partidos – foram envolvidos no escândalo da Petrobras, e os brasileiros estão enojados com seus líderes, com razão. O último artifício do governo petista fez manifestantes irem às ruas pedir a renúncia de Dilma”, diz o editorial. “Se suas últimas manobras impelirem o impeachment para a linha de chegada, Dilma só poderá culpar a si mesma.”

Fonte: OSul
Créditos: O SUl
Share:

Oposição afirma que ainda é preciso conversar com o Prefeito de Soledade sobre Mini Shopping

Curta Prefeitura de Assunção