EM DESTAQUE

JUAZEIRINHO: GOVERNO AVANÇA NA SEGURANÇA HÍDRICA E MANTÉM RITMO FORTE DE TRABALHO

Programa Água Doce na Barra  O governo da cidade de Juazeirinho avança como se não fosse terminar em 31 de dezembro. O ritmo de trabalh...

Rádio Online

terça-feira, 29 de março de 2016

Juiz julga improcedente ação eleitoral contra ex-prefeito e aliados em Soledade

O Juiz Eleitoral da Comarca de Soledade, Dr. Falkandre de Sousa Queiroz julgou improcedente uma ação impetrada contra o ex-prefeito, Ivanildo Gouveia (PR), o atual presidente da Câmara de Vereadores, Miranda Neto (PR),  Vânia Leal (PR) e Roberto Cordeiro (PMDB); os três últimos, candidatos na eleição suplementar municipal realizada no ano de 2013.

No julgamento o Juiz declara o trânsito em julgado da ação e manda arquiva-la. “Com o trânsito em julgado, ARQUIVE-SE.".

No julgamento o Juiz entendeu que o ex-prefeito Ivanildo ao ser gravado em diálogo com um popular durante a eleição não havia cometido o crime de compra de votos. Na denúncia figurava a interlocução de Ivanildo acompanhado do vereador Miranda com um eleitor que na ocasião lhes pedia uma área para construção de casa residencial.

Na acusação, a Coligação contrária tentou induzir a justiça eleitoral sob o entendimento da prática de corrupção eleitoral, (troca de terreno por voto), e para tanto, a acusação utilizou trechos isolados do diálogo onde Ivanildo fazia menção aos programas sociais de governo para o setor da habitação.

Na defesa apresentada, Ivanildo Gouveia e Miranda Neto mostraram que ao utilizar cerca de vinte minutos de conversa com um eleitor, eles o fizeram no sentido de orienta-lo a não se corromper na eleição, ou seja, a não vender o voto.

Figuraram como advogados dos representados: Antônio Michele Alves Lucena e Sandy de Oliveira Furtunato.

A decisão favorável aos representados foi publicada recentemente pela Chefe de Cartório da 23ª Zona Eleitoral da Comarca de Soledade, Carolina Cavalcanti de Albuquerque.

Fonte: Soledade Notícias 
Proxima Anterior Inicio