EM DESTAQUE

Comissária sobrevivente defende piloto: "Morreu como herói"

A comissária de bordo sobrevivente do voo com o time da Chapecoense, Ximena Suárez Otterburg saiu em defesa do piloto Miguel Quiroga, que ...

Rádio Online

terça-feira, 1 de março de 2016

Morre no hospital 4ª vítima de acidente entre trem e ônibus

JP-Mais uma vítima do grave acidente entre um ônibus e um trem, ocorrido na segunda-feira (29), morreu na madrugada desta terça-feira (1º). Cléa Persília da Silva, de 35 anos, estava internada no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa e não resistiu aos ferimentos. Agora são quatro o número de vítimas mortas, todas elas mulheres.

De acordo com o boletim médico divulgado nesta terça, outras oito pessoas seguem internadas no Trauma de João Pessoa, duas delas estão em estado grave, uma adolescente de 14 anos e um homem de 53. Os outros seis se encontram em situação regular .

O acidente aconteceu na tarde da segunda-feira no distrito de Várzea Nova, cidade de Santa Rita, na Grande João Pessoa. O ônibus estava sob a linha férrea e acabou sendo atingido pelo trem. Todas as vítimas estavam dentro do ônibus.

Segundo o delegado Antonio Farias, testemunhas relataram que o ônibus estava há muito tempo parado sobre a ferrovia, e que não houve reação do motorista ao alerta sonoro dado diversas vezes pelo condutor do trem.

A direção da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) informou, por meio de nota, que vai apurar os fatos. "A CBTU lamenta o acidente ocorrido na passagem de nível de Várzea Nova no Município de Santa Rita, e vai abrir uma sindicância para apurar os fatos", informou.

O gerente operacional da Empresa Santa Rita, Luiz Carlos André, esteve no local do acidente e alegou que a sinalização na linha férrea estaria incompleta pela falta da cancela e da grade de proteção. Ele disse ainda que a empresa lamenta o acidente e que está prestando assistência às vítimas e familiares.



Por sua vez, o gerente Administrativo da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), Carlos Picollo, afirmou ao JORNAL DA PARAÍBA que a sinalização da ferrovia es está de acordo com as normas de trânsito e que o setor jurídico da empresa também acompanha as investigações sobre o acidente.

Após o acidente, o motorista do ônibus deixou o local. Contudo, ele foi localizado pela empresa e deve prestar depoimento nesta terça-feira na Delegacia de Santa Rita.

Proxima Anterior Inicio