EM DESTAQUE

Incêndio entre Junco do Seridó e Assunção é considerado o maior desastre ambiental da região do seridó e cariri

Entre Junco do Seridó e Assunção, a mata está sendo destruída há vários dias por conta de um incêndio incontido pelos bombeiros. O fo...

Rádio Online

sábado, 5 de março de 2016

OPOSIÇÃO ACHA QUE VISITA DE DILMA A LULA AFRONTA A JUSTIÇA E O BRASIL

O deputado Mendonça Neto (DEM-PE), líder do bloco da Minoria no Congresso, (DEM-PE) acusou o PT e o governo de pretenderem “destruir e desmoralizar o Judiciário”, ao comentar a visita de solidariedade da presidente Dilma ao ex-presidente Lula em São Bernardo (SP).

- É a velha prática petista de misturar instituição de estado com relações pessoais e partidárias. As amizades são sempre colocadas acima das instituições dos interesses da República – afirmou o parlamentar.

Para o presidente do DEM e líder do bloco da Minoria no Senado, José Agripino Maia (RN). “Ela, que é chefe de Estado, vai a São Bernardo desagravar uma pessoa que claramente entrou em confronto com instituições de estado. Não foi uma visita discreta, como poderia e deveria ser, entre amigos. Foi uma visita preparada, com claque, com comboio, com aviso prévio. Ela participou de um ato político, não foi uma visita”, destacou.

O senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) considerou a visita da presidente Dilma Rousseff a Lula, em São Bernard (SP), “um absoluto desprezo” pelos valores democráticos. “É a uma tentativa de achincalhar as instituições dentro de um movimento padrão que já assistimos na Venezuela e outros países alinhados: não respondem às denúncias, se vitimizam e incitam a violência afrontando as instituições”.

“Uma presidente da República deveria ter mais o que fazer, ainda mais quando o País que governa (ou desgoverna) encontra-se em tamanha crise criada pelo seu próprio governo”, criticou o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira.



Para o líder do PPS na Câmara, deputado Rubens Bueno (PR) a visita de Dilma ao a Lula é um autêntico "abraço de afogados" e também “mais uma prova do abuso do poder econômico e político da organização criminosa”.DP
Proxima Anterior Inicio