EM DESTAQUE

Comissária sobrevivente defende piloto: "Morreu como herói"

A comissária de bordo sobrevivente do voo com o time da Chapecoense, Ximena Suárez Otterburg saiu em defesa do piloto Miguel Quiroga, que ...

Rádio Online

sexta-feira, 18 de março de 2016

Professores da rede municipal de JP aprovam indicativo de greve

JP-Os professores e funcionários da rede municipal de ensino de João Pessoa aprovaram nesta sexta-feira (18) um indicativo de greve para a próxima quarta (23). A decisão foi tomada em assembleia realizada na manhã de hoje e não está descartada a paralisação por tempo indeterminado, segundo informou o Sindicato dos Trabalhadores em Edução do Município (Sintem-JP).

Na próxima quarta-feira não haverá aula na rede municipal e pela manhã os professores e demais funcionários da educação se reunirão em assembleia. A principal reivindicação da categoria é o reajuste salarial de 11,36%, que é retroativo ao mês de janeiro e estabelecido pelo Ministério da Educação (Mec). “Esse reajuste já é um percentual estabelecido pelo Mec e nós queremos que a prefeitura atenda. Além disso, nós queremos um reajuste nas gratificações de atividade especial de todos os servidores da educação, um Plano de Cargos e Carreira (PCCR) unificado para funcionários administrativos e professores e ainda o pagamento de horas extras”, detalhou o presidente do Sintem-JP, Daniel de Assis.

Caso a greve seja confirmada a partir do próximo dia 23, cerca de 5 mil professores e 4 mil servidores devem cruzar os braços, o que deixará sem aulas pelo menos 65 mil alunos. Desde a última terça-feira (15), os trabalhadores em educação da capital paralisaram as atividades em virtude uma mobilização nacional por melhorias na educação.

A reportagem tentou contato telefônico com a secretária de Educação do Município, Edilma Ferreira, e com o diretor de Gestão Curricular da pasta, Gilberto Cruz. Mas as ligações não foram atendidas.
Proxima Anterior Inicio