EM DESTAQUE

Comissária sobrevivente defende piloto: "Morreu como herói"

A comissária de bordo sobrevivente do voo com o time da Chapecoense, Ximena Suárez Otterburg saiu em defesa do piloto Miguel Quiroga, que ...

Rádio Online

segunda-feira, 7 de março de 2016

Sérgio Moro desembarca na PB para participar de conferência sobre corrupção

‘Investimento, Corrupção e o Papel do Estado – um Diálogo Suíço Brasileiro’ é o tema da conferência que reunirá palestrantes brasileiros e suíços com apoio da Escola da Magistratura Federal e o TRF da 5ª Região

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) sediará, em maio, a conferência internacional sobre ‘Investimento, Corrupção e o Papel do Estado – Um Diálogo Suíço Brasileiro’. O juiz federalismo professor da Universidade Federal do Paraná, Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, será um dos palestrantes.

O evento é uma parceria inédita entre o Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), a Université de Lausanne, a International Law Association – ramo brasileiro (Ila Brasil), e a ILA Suíça (International Law Association – Swiss Branch. A Escola da Magistratura Federal e o Tribunal Regional Federal da 5ª Região apoiarão o evento.

A International Law Association – ramo brasileiro (Ila Brasil) tem como presidente o procurador do Ministério Público de Contas do TCE-PB, Marcílio Toscano Franca Filho.

O presidente do TCE-PB, conselheiro Arthur Cunha Lima, afirmou que o apoio ao evento é também uma forma de disseminar as ações pedagógicas de orientar órgãos de controle externo e gestores sobre o papel de cada um no combate à corrupção.

O evento trará a João Pessoa professores de renome internacional, das principais universidades do Brasil, de Genebra e Lausana na Suiça. O juiz Sérgio Moro é também professor da Universidade Federal do Paraná.

A iniciativa conta com financiamento no âmbito do ‘Brazilian Swiss Joit Research Programme’, um programa da Secretaria de Estado da Educação, Investigação e Inovação (SERI) do Governo Federal Suíço, destinado a promover a cooperação acadêmica entre cientistas, laboratórios e organizações baseadas no Brasil e na Suíça.



Para a conferência foram selecionados 14 projetos, que receberam financiamento do ‘Brazilian Swiss Joint Research Programme’, entre os quais destaca-se a proposta dos professores, o paraibano Marcílio Franca, e Andreas Ziegler, da Universidade de Lausanne, única aprovada na área do Direito.
Proxima Anterior Inicio