EM DESTAQUE

Incêndio entre Junco do Seridó e Assunção é considerado o maior desastre ambiental da região do seridó e cariri

Entre Junco do Seridó e Assunção, a mata está sendo destruída há vários dias por conta de um incêndio incontido pelos bombeiros. O fo...

Rádio Online

terça-feira, 5 de abril de 2016

Com avanço de novas doenças, médico orienta reforço nos cuidados; veja dicas

Médico especialista diz que mudança de clima aumenta incidência de doenças como sintomas como febre, diarreia, dores e congestão nasal - saiba mais...

A recomendação básica escapar das doenças é manter a higiene, evitar locais fechados com muitas pessoas aglomeradas e reforçar a alimentação saudável. A orientação essencial é do médico o especialista em Saúde da Família, Esonilson Siqueira Alves. Aëdes aegypti transmite zica, dengue, febre amarela e chikungunya, já a gripe é causada pelo vírus influenza. Veja abaixo orientações e fuja da automedicação.


Para evitar contrair alguma virose, o ideal é evitar lugares fechados e com aglomeração de pessoas, higienizar bem todos os alimentos antes de guardá-los nas geladeiras e armários, manter as mãos sempre limpas com água e sabão e alimentar-se bem.

“É possível diferenciar facilmente essas doenças. As gripes são as únicas que possuem sintomas respiratórios. Já as doenças transmitidas pelo Aëdes aegypti podem ter sintomas diferenciados como erupções na pele”, explica o médico.

Para quem já está doente, a orientação é não tomar antibióticos sem indicação médica, manter uma boa alimentação, consumido uma boa quantidade de frutas ricas em vitamina C e beber bastante água. “Em pessoas saudáveis, dentro de três ou quatro dias, os sintomas melhoram, se isso não acontece, pode indicar algo mais grave como a H1N1 e é preciso procurar um médico”, alerta. Além dos riscos inerentes a H1N1, qualquer virose pode danificar o sistema imunológico e abrir portas para uma infecção bacteriana como uma otite ou sinusite.

S e os sintomas da gripe vierem acompanhados de diarreia, o paciente deve optar por consumir caju ao invés de outras frutas cítricas e tomar imediatamente o soro caseiro (para cada litro de água fervida ou filtrada, acrescentar duas colheres de sopa rasas de açúcar e uma colher de café rasa de sal, o sabor deve assemelhar-se ao da lágrima). “O soro caseiro é uma medida emergencial que deve ser adotada, ela impede internação e pode salvar vidas. Às vezes muitas pessoas esclarecidas, tomam todo tipo de medicamento, mas não lembram do soro caseiro, uma receita tão simples e eficiente”.

Fonte: Portal Correio 
Proxima Anterior Inicio