EM DESTAQUE

Conselheiro do TCE elogia processo de transição em Juazeirinho

O prefeito Jonilton Fernandes esteve em João Pessoa essa semana em reunião com o Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado - TCE - Dout...

Rádio Online

domingo, 5 de junho de 2016

Delação de empreiteiro compromete Dilma diretamente - situação da presidente afastada fica ainda pior

O ex-presidente do Grupo Odebrecht Marcelo Odebrecht envolveu, em acordo de delação premiada assinado na semana passada, a presidente Dilma Rousseff diretamente numa operação de caixa 2 na eleição de 2014, afirma a página da revista IstoÉ na internet.

A declaração implicaria Dilma diretamente pela primeira vez na Operação Lava Jato.

De acordo com a revista, Odebrecht afirmou aos procuradores da operação que Dilma pediu R$ 12 milhões para a campanha eleitoral, em reunião particular entre os dois.

Antes, afirma IstoÉ, o então tesoureiro da campanha da presidente e ex-chefe da Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República, Edinho Silva, havia exigido dele uma oferta “por fora” no valor de R$ 12 milhões para serem transferidos para o publicitário João Santana e o PMDB.

Segundo a reportagem, Odebrecht não aceitou realizar a transferência. Porém, com a persistência de Edinho, disse que falaria com a presidente.

Em reunião privada, o empreiteiro e Dilma tiveram o seguinte diálogo, conforme o portal de IstoÉ:

“- Presidente, resolvi procurar a sra. para saber o seguinte: é mesmo para efetuar o pagamento exigido pelo Edinho? – perguntou Odebrecht.

– É para pagar, respondeu Dilma.”

O texto afirma que o diálogo aconteceu após o primeiro turno da eleição presidencial.

*Fonte: Istoe.com.br e Estadão
Proxima Anterior Inicio