EM DESTAQUE

Incêndio entre Junco do Seridó e Assunção é considerado o maior desastre ambiental da região do seridó e cariri

Entre Junco do Seridó e Assunção, a mata está sendo destruída há vários dias por conta de um incêndio incontido pelos bombeiros. O fo...

Rádio Online

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Temer garante a Maranhão envio de R$ 50 milhões mensais para concluir transposição do São Francisco

O senador José Maranhão (PMDB) disse na noite desta quarta-feira, 01, que conversou com o presidente em exercício Michel Temer hoje a tarde para reivindicar envio de recursos para conclusão da obra de transposição do Rio São Francisco, sobretudo o trecho que vai levar água a Campina Grande e ao Planalto da Borborema.

Em entrevista ao programa Master News, da TV Master, ele disse que “a conversa foi prioritariamente sobre o abastecimento de água do Planalto da Borborema que está a beira de um colapso e se a transposição não for concluida até dezembro, haverá um colapso, será um desastre e a água tem que chegar ante disso acontecer”.

Sobre o resultado do encontro com Temer, Maranhão disse que “nós já tivemos a garantia do ministro Barbalho e depois com o então ministro Romero Jucá, o presidente confirmou o compromisso da república de fazer a liberação de R$ 50 milhões mensais, até dezembro, para agilizar e concluir a obra”.

Questionado pelos motivos que levaram o parlamentar a pedir prioridade ao trecho Leste, o peemedebista disse que “a solução que atende ao Planalto da Borborema é o eixo Leste, com relação ao eixo adicional que fica no Vale do Piancó é outro projeto dentro da Transposição e está mais adiantado que a vertente Leste”.

Sobre a conversa com o presidente nacional do PMDB, Maranhão disse que esta audiência tratou de assuntos importantes para a Paraíba e relatou que “o presidente Michel Temer está diferente porque o momento é dificil, temos a tramitação do processo com as pessoas que votaram pela adimissibilidade do processo e do outro lado temos os senadores de oposição, hoje mesmo a presidente afastada enviou um documento pedindo um avião para viajar para participar de um protesto de mulheres pela Democracia, daí percebemos que há uma situação complicada porque a presidente Dilma tem direito ao avião, mas se ele atende ao pedido, está reconhecendo que seu governo é fruto de um golpe”.

José Maranhão respondeu ainda questionamentos acerca da possibilidade de um membro do PMDB paraibanos assumir cargo no governo interino, ele disse que “estou muito preocupado com a situação do Brasil e jamais pediria uma audiência com o presidente para pedir cargos no governo federal, esse não é o meu estilo”, finalizou.

Créditos: Polêmica Paraíba

Proxima Anterior Inicio