EM DESTAQUE

Comissária sobrevivente defende piloto: "Morreu como herói"

A comissária de bordo sobrevivente do voo com o time da Chapecoense, Ximena Suárez Otterburg saiu em defesa do piloto Miguel Quiroga, que ...

Rádio Online

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Campina Grande: documentos da CPI do Tesoureiro chegam ao Ministério Público

O vereador João Dantas (PSD) esteve na tarde desta terça feira (19), na sede do Ministério Público Estadual (MPPB), em Campina Grande, para fazer a entrega ao Promotor do Patrimônio Público, Alyrio Batista de Souza Segundo, de toda a documentação constante no processo da CPI do Tesoureiro.

A entrega da documentação deu-se em atendimento a solicitação do próprio Ministério Público, que após receber a denúncia por parte da Procuradoria Geral do Município, instaurou o Inquérito Civil 012/2016 baseado nos documentos da Comissão Parlamentar de Inquérito.

O Promotor de Justiça, Alyrio Batista, afirmou que irá se debruçar sobre a papelada oriunda da CPI em busca de mais elementos que possam agregar à documentação já constante no inquérito.

A CPI do Tesoureiro, como foi batizada, teve duração de seis meses. No fim da CPI foi pedido o indiciamento do deputado federal Veneziano Vital do Rego, oito ex-auxiliares e um empresário por improbidade administrativa, crime de responsabilidade, associação criminosa, peculato, falsidade ideológica, e fraude em licitação.

No último relatório apresentado foram constatadas denúncias do ex-tesoureiro Renan Trajano, de que a empresa JGR Construções ganhou uma licitação através de fraude no ano de 2009, quando Veneziano Vital do Rego era prefeito de Campina Grande. Na época a empresa teria recebido R$10,3 milhões para obras pavimentação e saneamento básico.

“Como parlamentares, fizemos o nosso papel na CPI, mas, apesar da existência de documentos, anexos e relatos não temos prerrogativa para julgar e isso fica em responsabilidade da justiça agora”, disse João Dantas.

MaisPB

Proxima Anterior Inicio