EM DESTAQUE

Incêndio entre Junco do Seridó e Assunção é considerado o maior desastre ambiental da região do seridó e cariri

Entre Junco do Seridó e Assunção, a mata está sendo destruída há vários dias por conta de um incêndio incontido pelos bombeiros. O fo...

Rádio Online

sábado, 30 de julho de 2016

Conselho de Segurança de CG lamenta violência e critica falta de ações do Estado

Em nota publicada na sexta-feira (29), o Conselho Municipal de Segurança Comunitária de Campina Grande criticou duramente a política de segurança pública adotada pelo Governo do Estado e lamentou a crescente violência no município.

Ao mesmo tempo em que destaca a falta de investimento no policiamento e ações de segurança, o presidente do Conselho, Anchieta Bernardino, destaca a falta de utilização de um micro-ônibus equipado com câmeras de vídeo-monitoramento.

O veículo foi disponibilizado em 2014, pela Secretaria Nacional de Segurança Pública – SENASP, e está na sede do II Batalhão de Polícia Militar. Conforme a nota, a violência passou a fazer parte da rotina do povo de Campina Grande. O Conselho mostra decepção com o governador Ricardo Coutinho (PSB) em virtude da falta de respeito com que é tratado.

“Por quatro vezes em dois anos o Conselho Municipal de Segurança Comunitária de Campina Grande solicitou audiência às autoridades da segurança pública, não sendo atendido em nenhuma das solicitações”, disse o presidente.

Confira a nota:

Campina Grande, a segunda mais importante cidade do estado da Paraíba, com mais de 400 mil Chabitantes, já não suporta mais tamanha insegurança pública no município. Roubos, furtos, tráfico, assassinatos, enfim, a violência passou a fazer parte da rotina do povo acolhedor da “Rainha da Borborema”. Estamos assistindo, atônitos, o crescimento da violência, em que pese o trabalho e o esforço do reduzido contingente policial, que trabalha no limite, pela falta dos recursos necessários objetivando combater a crescente e descontrolada insegurança pública.

Segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), em 2015, a Paraíba investiu cerca de R$ 218 com segurança pública por pessoa, enquanto que o estado do Acre, no mesmo ano, foi o que mais gastou, de forma “per capta”, por habitante, em segurança pública. Para cada cidadão acreano, a Secretaria de Estado de Segurança Pública, teria desembolsado a quantia de R$ 598,00.

Senhor Governador, a violência que está tirando vidas das pessoas, dilapidando o patrimônio das empresas e ameaçando a integridade física dos trabalhadores do campo e da cidade. Escolas e hospitais também são vítimas da criminalidade, que age sem temor! Cabe registrar, Excelência, a decepção deste Conselho com o descumprimento do respeito ao controle social que é representado pelo CONSEG, quando por quatro vezes em dois anos o Conselho Municipal de Segurança Comunitária de Campina Grande solicitou audiência às autoridades da segurança pública, não sendo atendido em nenhuma das solicitações.

Preocupado com esse clima de insegurança pública que se instalou no nosso município, o Conselho Municipal de Segurança Comunitária de Campina Grande, como legítimo porta-voz da sociedade Campinense, deliberou por dirigir-se a Vossa Excelência para solicitar que o seu governo coloque a SEGURANÇAPÚBLICA COMO PRIORIDADE, inclusive, criando um ORÇAMENTO PARTICIPATIVO para que a sociedade possa indicar os investimentos prioritários para a Segurança Pública do município e do estado.

Não se concebe, num momento delicado como este, por exemplo, que um micro-ônibus equipado com câmeras de vídeo-monitoramento, disponibilizado em 2014 pela Secretaria Nacional de Segurança Pública – SENASP, se encontre sem utilização no II Batalhão de Polícia Militar. O ônibus faz parte de um “kit” composto de viaturas (carros e motos) oferecido pelo programa do Governo Federal denominado de “Crack, é possível vencer! ” Esperamos que o Governo do Estado exerça uma ação contínua, eficaz e eficiente em nossa cidade no combata o crime organizado, debelando este mal que aflige o dia-a-dia da sociedade campinense.

Senhor Governador, defendemos o aperfeiçoamento do sistema de segurança pública através de um plano de ação integrada, sério, focado, que articule estratégias e políticas de segurança, políticas sociais e ações de integração e colaboração comunitária e orçamento participativo. Precisamos resgatar o sentimento de segurança e tranquilidade do cidadão, como um direito essencial e um fator fundamental da qualidade de vida. Também cremos que com a participação ativa da sociedade, haverá o aperfeiçoamento contínuo em direção à satisfação das necessidades de segurança, o que impulsionará a qualidade de vida da comunidade, num sentindo mais amplo. Conselho Municipal de Segurança Comunitária de Campina Grande consegcg@gmail.com Conseg e Segurança Pública (fanpage) consegcgof CONSELHO MUNICIPAL DE SEGURANÇA COMUNITÁRIA DE CAMPINA GRANDE Fazer segurança é combater a insegurança CARTA ABERTA Visando contribuir para a solução do presente problema, o Conselho Municipal de Segurança Comunitária de Campina Grande precisa estabelecer com Vossa Excelência, com o Secretário de Segurança e Defesa Social e com o Comandante Geral da Polícia Militar do Estado da Paraíba, um canal permanente de comunicação para poder discutir estas questões. Precisamos de providências. Precisamos de compromisso. Precisamos de uma atitude e ninguém mais, além de Vossa Excelência, na condição de Governador da Paraíba, pode fazê-lo.

O CONSEG-CG tem vivenciado um crescente interesse da sociedade civil organizada em contribuir com iniciativas de políticas públicas de segurança, visando a prevenção da violência e da criminalidade em nosso município. Nesta oportunidade, o CONSEG-CG está também está conclamando os representantes da Paraíba na Câmara e do Senado Federal para um debate sobre a legislação penal brasileira direção.

Reconhecemos em Vossa Excelência um dirigente público atento aos reclames da sociedade paraibana, razão pela qual, acreditamos que as razões apresentadas pelo Conselho Municipal de Segurança Comunitária de Campina Grande encontrarão no seu governo, principalmente na equipe responsável pela Segurança Pública, a ressonância e a urgência necessária que o assunto requer.

Campina Grande, 29 de julho de 2016

José Anchieta Bernardino Gomes

Vice-presidente no exercício da presidência
Proxima Anterior Inicio