EM DESTAQUE

Incêndio entre Junco do Seridó e Assunção é considerado o maior desastre ambiental da região do seridó e cariri

Entre Junco do Seridó e Assunção, a mata está sendo destruída há vários dias por conta de um incêndio incontido pelos bombeiros. O fo...

Rádio Online

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

MPPB investiga denúncia de acúmulo ilegal de cargos de servidores do Estado

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) deflagrou, nesta terça-feira (27), uma operação para cumprir mandados de busca e apreensão com o objetivo de colher elementos de prova necessários para a instrução de procedimento investigatório criminal que tramita na Promotoria de Justiça de Patos.

As investigações são de supostas irregularidades em vínculos mantidos pelo Estado da Paraíba, por meio da Secretaria da Administração Penitenciária, com alguns de seus servidores efetivos, que acumulariam cargos públicos de forma indevida. Entre outras irregularidades, são investigadas eventuais incongruências na composição e na remuneração das equipes de agentes que desempenham funções na Penitenciária Padrão Regional de Patos.

Os mandados de busca e apreensão foram expedidos pelo Juízo da 2ª Vara da Comarca de Patos, em atendimento ao pedido formulado pelo MPPB. O procedimento investigatório foi instaurado, de acordo com o promotor de Justiça Uirassu de Melo Medeiros, a partir de informações angariadas durante o Inquérito Civil Público (ICP) também instaurado na Promotoria de Justiça de Patos.

Na operação, os mandados de busca e apreensão foram cumpridos na sede da Penitenciária Padrão Regional de Patos e em residências localizadas nas cidades de Tabira (PE) e Patos (PB). As diligências foram conduzidas por promotores de Justiça dos Ministérios Públicos da Paraíba e de Pernambuco (MPPE), que contaram com o apoio dos Grupos de Atuação e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) também do MPPB e do MPPE, com o auxílio da Polícia Militar, por meio dos comandos do 3º Batalhão da Polícia Militar da Paraíba e do 23º Batalhão da Polícia Militar de Pernambuco.

MaisPB com Assessoria
Proxima Anterior Inicio