EM DESTAQUE

JUAZEIRINHO: GOVERNO AVANÇA NA SEGURANÇA HÍDRICA E MANTÉM RITMO FORTE DE TRABALHO

Programa Água Doce na Barra  O governo da cidade de Juazeirinho avança como se não fosse terminar em 31 de dezembro. O ritmo de trabalh...

Rádio Online

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Caso Célio Alves: Líder do governo se recusa a assinar nota da AL, mas também defende apuração

O deputado estadual Hervázio Bezerra (PSB), líder do governo na Assembleia Legislativa, justificou na manhã desta sexta-feira (21), em contato com o Portal MaisPB, o motivo de não ter assinado a nota expedida pela Comissão de Direito das Mulheres da ALPB, a qual é membro titular, onde pede apuração sobre o caso de uma possível agressão do secretário executivo de Comunicação do Estado Célio Alves à namorada, que seria menor de idade.

Hervázio tratou o fato como “grave”, mas afirmou que a nota faz um julgamento prévio e que por isso não se vê no direito de pôr o nome, uma vez que, segundo ele, ainda não tem conhecimento aprofundado, mas defende que o caso seja investigado.

“Eu sou adepto do trecho da música que se diz, numa mulher não se bate nem com uma flor, reprovo qualquer forma de agressão a mulher. O fato é grave. Agora, isso não me dá o direito de sem conhecer o caso, emitir uma nota de apoio. Eu defendo uma apuração rigorosa, para que só assim venha à tona a verdade dos fatos. É muito bom você chegar e ficar de lado de uma jovem, eu não me posiciono em nenhum dos lados. Se Célio errou, ele pague pelos erros dele, não estou aqui para defender ninguém”, pontuou.

O socialista disse que ainda não conversou sobre o assunto com o governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB), mas acredita que ele irá defender a investigação do caso.

“Não conversei com Ricardo sobre isso, mas pelo que conheço de Ricardo ele irá mandar apurar o caso”, concluiu.

O deputado assegurou que não irá emitir nenhuma nota, mas que na próxima terça-feira (25) irá fazer um pronunciamento na Assembleia Legislativa.

Wallison Bezerra – MaisPB
Proxima Anterior Inicio