EM DESTAQUE

JUAZEIRINHO: GOVERNO AVANÇA NA SEGURANÇA HÍDRICA E MANTÉM RITMO FORTE DE TRABALHO

Programa Água Doce na Barra  O governo da cidade de Juazeirinho avança como se não fosse terminar em 31 de dezembro. O ritmo de trabalh...

Rádio Online

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Crise nas prefeituras pode provocar demissões e dificultar pagamento do 13º - Leia mais

As sucessivas quedas no Fundo de Participação dos Municípios é um sinal desanimador para as prefeituras em muitos aspectos, fica difícil pagar a folha, fornecedores, manter os serviços básicos e principalmente, pagar o décimo terceiro salário no mês de dezembro. 

Planejar nunca foi tão necessário, mas mesmo com todo planejamento que for feito, está praticamente impossível casar receita com despesa, um pacote de demissões pode está se aproximando.

Para se ter uma ideia do tamanho da crise, em alguns municípios a parcela do dia 10 chegou a vir zerada no mês de setembro, sem qualquer compensação em outubro, impedindo os governos de honrarem compromissos importantes, até mesmo o repasse das câmaras municipais, que é obrigatório.

2017 deve começar com um verdadeiro caos, pois as previsões do governo federal são de cortes ainda maiores. Para sobreviverem ao colapso, as prefeituras muito provavelmente, vão ser obrigadas a praticarem demissões em massa de temporários, Deus permita que eu esteja errado. 

A situação deve se complicar mais ainda, nas cidades onde vai haver alternância nos poderes, apesar de ser algo muito natural na democracia, assumir a máquina pública num cenário de crise e sem saber sequer como estão as contas, já que dificilmente nesses casos existe transição, será um agravante.

Fonte: www.lazarofarias.com.br 
Proxima Anterior Inicio