EM DESTAQUE

Incêndio entre Junco do Seridó e Assunção é considerado o maior desastre ambiental da região do seridó e cariri

Entre Junco do Seridó e Assunção, a mata está sendo destruída há vários dias por conta de um incêndio incontido pelos bombeiros. O fo...

Rádio Online

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Tota Guedes minimiza reclamações de prefeitos eleitos e destaca que eles terão oportunidade de votar duas vezes para a Famup

O presidente reeleito da Federação das Associações dos Municípios da Paraíba (FAMUP), Tota Guedes, disse na noite desta terça-feira, 01, que ficou feliz com a nova eleição para representar os prefeitos por mais dois anos. Em entrevista ao programa Master News, da TV Master, ele disse que o regimento previa a realização das eleições em dezembro, mas foi antecipada em comum acordo com os membros da Federação.

Questionado sobre a polêmica criada pelos prefeitos eleitos, ele disse que eles não teriam como votar neste ano, já que em dezembro, eles não estariam empossados ainda. Tota emendou dizendo que “os novos prefeitos terão oportunidade de votar para a Famup em dois mandatos ainda porque foram eleitos para mandato de quatro anos e a votação na Federação acontece a cada dois anos”.

Tota havia renunciado a presidência da Federação para disputara a prefeitura da cidade de Pedra Lavrada, mas não logrou êxito. Sobre a campanha, ele disse que não fez visitas aos eleitores, nem fez grandes eventos políticos, ele admite que estava muito confiante no trabalho que desenvolveu nos oito anos em que foi prefeito da cidade e acabou não fazendo uma campanha competitiva.

“Não investi em mídias sociais, meu sobrinho é que cuidava dos meus perfis, eu fiz apenas três ou quatro palestras, nem chegou a ser comícios, mas acreditava que venceria porque fiz uma gestão muito boa nos oito anos em que estive a frente da prefeitura”, respondeu.

Questionado sobre a PEC 241, ele disse que é contra porque “o governo deixa de investir grande volume de recursos em saúde e educação, por isso eu sou contra, tem que haver redução de gastos, mas os municípios e estados vão perder bastante recursos”.

Sobre a polêmica criada em torno da vaquejada, Guedes afirma que não foi a muitas vaquejadas, mas não vê maus tratos aos animais na atividade, ele pontuou que é a favor da continuidade da atividade que gera tantos empregos no Nordeste e na Paraíba.

Créditos: Ívyna Souto - Polêmica Paraíba

Proxima Anterior Inicio