domingo, 4 de dezembro de 2016

Cartaxo e Romero boicotam encontro com Ricardo

Os prefeitos de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD) e de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB) estarão ausentes do encontro programado pelo governador Ricardo Coutinho (PSB) para amanhã no Centro de Convenções da Capital. Os gestores das duas maiores cidades do Estado alegaram outros compromissos já assumidos para não comparecer à reunião com prefeitos eleitos e reeleitos na campanha deste ano, cujo mote será a discussão de modelos de desenvolvimento e políticas sociais.

Oficialmente o Palácio da Redenção evita comentar a postura dos prefeitos de João Pessoa e Campina, tendo ressaltado que a filosofia adotada é a de não discriminar gestores filiados a outros partidos e alinhados com outros esquemas políticos. Secretários do governador e parlamentares da base aliada na Assembleia Legislativa, entretanto, criticaram o não comparecimento de Luciano e de Romero, salientando que eles se queixam de dificuldades de diálogo com a administração estadual mas agem com incoerência porque, quando são convidados, recusam qualquer entendimento.

Os assessores de Romero Rodrigues – que foi reeleito em primeiro turno este ano – justificaram que por diversas vezes o prefeito da Rainha da Borborema tentou abrir canais de entendimento com o governo estadual em torno de demandas que envolvem a participação conjunta do Estado e do município. Já com o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, o impasse é mais grave e envolveu acusações de retenção de verbas que o governo de Ricardo deveria repassar à prefeitura para a execução de obras de infraestrutura indispensáveis para avanços na política de mobilidade urbana. Ministros do governo do presidente Michel Temer acabaram sendo atraídos para a controvérsia. Ainda esta semana, e passagem por João Pessoa, o ministro das Cidades, Bruno Araújo, desmentiu que o Planalto esteja se apropriando de dinheiro destinado ao viaduto do Geisel como foi insinuado pelo governador Ricardo Coutinho.

A grande maioria dos dirigentes dos 223 municípios paraibanos confirmaram suas participações no encontro projetado para amanhã em João Pessoa. Independente isso, alguns deles – mesmo adversários do governador Ricardo Coutinho – têm sido recebidos individualmente em audiência na Granja Santana para o encaminhamento de reivindicações e o acerto de “tratativas” entre Estados e cidades. Um dos prefeitos recebidos foi o gestor eleito de Cajazeiras, José Aldemir Meireles (PP), atual deputado estadual, alinhado atualmente ao grupo Cunha Lima e que derrotou nas urnas, em outubro, a prefeita Denise Albuquerque, do PSB, que postulava a sua recondução ao cargo.

Enquanto se atrita com alguns prefeitos na Paraíba, o governador Ricardo Coutinho luta para conseguir em Brasília a liberação de recursos, inclusive, oriundos de emendas parlamentares e que fazem parte do chamado Orçamento Impositivo. Ricardo foi recebido em audiência pelo presidente Michel Temer depois de meação do senador paraibano Raimundo Lira, do PMDB. O encontro foi considerado proveitoso pela disposição do presidente em contribuir com a solução de desafios administrativos na Paraíba, mas o governador Ricardo Coutinho ainda aguarda resultados mais concretos das promessas feitas em Brasília. Ele se reuniu, também, com ministros da área econômica do governo federal para discutir temas como a destinação de recursos originários da repatriação de ativos financeiros de brasileiros no exterior. Sobre esse assunto, há divergências entre o governo federal e os governos estaduais.

Fonte: Os Guedes

Créditos: Nonato Guedes
Share:

Vereador de Pedra Lavrada diz que enquete foi forjada para prejudicar prefeito

Entrevista

Curta nosso trabalho no facebook

Mais notícias