Canteiro de obras em Assunção

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Novo protesto contra super salários de vereadores em Campina Grande é ignorado pela Câmara

Um novo protesto marcou o fim da sessão da Câmara de Vereadores de Campina Grande na manhã desta quarta-feira (21). Servidores do município protestaram pedindo a revogação da lei que concedeu reajuste de 26% para os vereadores da casa em 2017, além da criação do 13º salário para eles. Este foi o terceiro protesto em uma semana contra a decisão.

O reajuste e estabelcimento do 13º salário dos vereadores foi aprovado no dia 14 e um primeiro protesto já tinha acontecido no dia 15, quando manifestantes jogaram cerca de 50 kg de esterco no hall da Câmara. Na quarta-feira (20) aconteceu a sessão que aprovou a Lei Orçamentária Anual (LOA) 2017 de Campina Grande, prevendo reajuste de 7% para o funcionalismo. A sessão também aconteceu sob novos protestos.

Os vereadores tiveram uma reunião fechada ainda na terça-feira e divulgaram que retomariam o assunto do reajuste na sessão desta quarta-feira, mas a sessão foi encerrada sem que o tema entrasse na pauta. Com o fim da sessão, os servidores presentes no local iniciaram o protesto.

De acordo com a assessoria do presidente da Câmara, Pimentel Filho (PSD), ele deve conversar com a bancada de oposição ainda nesta quarta-feira e que o assunto pode voltar à pauta na quinta-feira (22), mas a pauta não está garantida. Pimentel saiu da Câmara sem falar com a imprensa.
Share:

Conselheiros do OD de Soledade

Curta Prefeitura de Assunção

Taperoá: Prefeito promete recuperação do Celso Mariz

Rádio Online