Canteiro de obras em Assunção

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Procon-CG divulga pesquisa de material escolar

Em janeiro o consumidor tem inúmeros gastos extras: fatura do cartão de crédito na maioria das vezes acima do limite orçamentário, IPTU, IPVA, seguro obrigatório e a enorme lista de material escolar dos filhos. Para ajudá-lo economizar o Procon Municipal de Campina Grande realizou uma pesquisa de preço do itens mais comuns na nos principais estabelecimentos da cidade.

Dentre os produtos pesquisados estão papel ofício, cartolinas, tintas, colas, fitas, giz de cera, pincéis, caneta, borracha, réguas e cadernos. A pesquisa foi adequada para uso individual e considerou as marcas mais baratas do mercado.

O consumidor pode economizar bastante caso esteja disposto a percorrer o centro de Campina Grande, visto que os estabelecimentos amostrados ficam todos nesta localidade. De acordo com a pesquisa, a resma de papel ofício pode custar entre R$ 18,49 e R$ 21,00. O estabelecimento que possui o menor preço desse produto é o Brasil Atacado. A resma de papel ofício 9 tem valores que variam de R$ 25,45 a R$ 26,90. O estabelecimento que possui o menor preço disponível é a Papelaria Rocha.

A tinta para pintura de dedo, a caixa com seis unidades pode variar entre R$2,29 e R$3,80; Uma caixa com doze unidades de lápis hidrocor tipo fino tem valores entre R$2,49 e R$6,90; já a caixa do lápis hidrocor do tipo grosso custa entre R$9,89 e R$18,70, uma diferença de R$8,81 de um estabelecimento para outro. Um caderno de 12 matérias pode custar de R$10,99 até R$23,70, uma economia de R$12,71.

Alguns materiais obtiveram aumento em seu preço médio com relação ao ano de 2016 nesse mesmo período, foram eles: a cola de bastão (40,87%), o lápis hidrocor (31,10%), lápis grafite (27,59%) e o caderno de 12 matérias (39,36%).

Por outro lado, alguns sofreram redução no preço médio, destacaram-se: a caneta esferográfica (38,04%), o caderno pautado com 48 folhas (25,65%) e o caderno pautado com 96 folhas (19,29%).

“É importante que o consumidor pesquise os valores e comparem, na tabela disponibilaza em nossa plataforma online os campinenses podem encontrar detalhadamente onde é vantajoso realizar a compra”, orientou o Coordenador Executivo, Paulo Porto.

“Diante do atual cenário econômico, orientamos aos pais e responsáveis que antes de sair às compras, verifiquem quais os itens restaram do período letivo anterior e avaliem a possibilidade de reaproveitá-los”, finalizou Paulo.

A tabela completa com os valores e a análise estatística estão disponíveis na plataforma online proconcg.com.br.

FONTE: Da Redação com Codecom/CG////
Share:

Conselheiros do OD de Soledade

Curta Prefeitura de Assunção

Taperoá: Prefeito promete recuperação do Celso Mariz

Rádio Online