sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Marido é suspeito de mandar matar esposa na frente dos filhos em CG

O assassinato de Aline Albuquerque da Silva, na frente dos filhos, em Campina Grande, foi uma queima de arquivo. Essa foi a conclusão da Polícia Civil, que revelou detalhes do crime nesta quinta-feira (09). O marido da vítima,  Luciano Mota do Nascimento, de 44 anos, é apontado como mandante do crime.

De acordo com a Polícia Civil, ele é considerado foragido. Dois suspeitos presos foram apresentados pela polícia, apontados como o homem que disparou a arma, de 18 anos, e o condutor da moto em que ele fugiu, de 25 anos.

O delegado responsável pela investigações, Antonio Lopes, explicou que Aline Albuquerque descobriu que o marido estava envolvido em roubos. Para calar a esposa, Luciano Mota teria encomendado a sua morte.

MaisPB
Share:

Vereador de Pedra Lavrada diz que enquete foi forjada para prejudicar prefeito

Entrevista

Curta nosso trabalho no facebook

Mais notícias