Entrevista da semana com a Diretora do Hospital de Taperoá

Água da transposição pode chegar ainda nesta semana ao reservatório de Boqueirão

O encontro entre as águas do rio São Francisco com a atual lâmina do açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão, a 185 quilômetros de João Pessoa, não aconteceu nesse domingo (16), como era previsto pelo Ministério da Integração Nacional. Em dois dias, a água percorreu pouco mais de 1 quilômetro e ainda está no meio do percurso até chegar ao reservatório de Boqueirão. O açude chegou a 2,9% de capacidade nesta segunda-feira (17).

Segundo técnicos da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), a nova estimativa é que as águas do ‘Velho Chico’ cheguem ao espelho d’água atual de Boqueirão até a próxima quarta-feira (19).

A estimativa inicial da Aesa era que o encontro das águas acontecesse 45 dias depois de aberta a comporta para o Rio Paraíba, em Monteiro. A comporta foi acionada no dia 10 de março, pelo presidente Michel Temer. O prazo estimado pela Aesa encerra no dia 24 de abril, segunda-feira da semana que vem. Mas a nova estimativa, diante das medições realizadas no percurso das águas é que o encontro ocorra antes. “A água percorreu cerca de 1,3 quilômetro. Está chegando em um ponto raso em um sítio próximo. Em alguns locais foram feitos rasgos para facilitar a chegada da água. A Aesa estimava que a chegada ocorreria com 30 a 45 dias. Do dia 10 de março essa estimativa vai para 24 ou 25 de abril. Claro que a gente deseja que chegue antes, mas estamos dentro do prazo”, disse o presidente da Aesa, João Fernandes.

Para o engenheiro agrônomo Isnaldo Cândido, que segue diariamente o percurso da água, esse encontro pode acontecer na próxima quarta-feira. “Faltam cerca de quatro quilômetros para a água chegar ao encontro da lâmina atual. Atualmente está em uma localidade conhecida como Floresta, divisa com o sitio Tauá. No meio desse trajeto até chegar a Boqueirão pode haver novos lagos ou poços que retardam a chegada dessas águas. Do dia 14, às 11h, até o dia 16, às 11h, a água percorreu apenas 1,2 quilômetro, pois são muitos poços no percurso e muita obstrução no leito do rio”, explicou.

Em um segundo cenário, com chuvas naquela região, Isnaldo aponta a celeridade no encontro dessas águas. “A água está fazendo o seu caminho, mas se encontra um poço, atrasa um pouco. Dentro da nova estimativa, acredito que o encontro acontecerá lá para terça ou quarta-feira no cenário atual. Em um cenário com chuva o percurso pode acelerar e chegar antes”, afirmou.

Coremas recebe recarga 
No Sertão do estado, o Complexo Coremas Mãe D’água recebeu nesse domingo (16) uma recarga de 28 milhões de metros cúbicos. Formado por dois açudes, o reservatório estava até então com 4,9% de sua capacidade total.
Segundo o Departamento Nacional de Obras contra as Secas (Dnocs), depois das chuvas que ocorreram no fim de semana, a recarga subiu para a marca dos 6%.

Apesar de o nível ter aumentado, a situação do complexo ainda é critica.

Share:

Taperoá: Prefeito promete recuperação do Celso Mariz

Entrevista da semana

Rádio Online

Jurandi sobre mudança no Hospital