Sessão da Câmara de Salgadinho

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Campanha de vacinação contra a gripe é ampliada em Campina Grande

A Secretaria de Saúde de Campina Grande iniciou nesta segunda-feira, 24, uma segunda etapa da Campanha de Vacinação contra a Gripe.

A vacina passou a ser disponibilizada para idosos a partir dos 60 anos, puérperas (mulheres que deram à luz há até 45 dias), e crianças de seis meses até 4 anos, 11 meses e 29 dias.

Desde o início da campanha, a vacina estava sendo disponibilizada para trabalhadores da saúde e gestantes.

De acordo com a coordenadora Municipal de Imunização, Miralva Cruz, a liberação da vacina está sendo feita por grupos prioritários, em função do número de doses enviadas pelo Ministério da Saúde para a campanha.

“Recebemos 24 mil doses e estamos fracionando a vacinação para não ter tumulto e as pessoas terem acesso”, explicou.



Foto: Codecom/CG

Nos próximos dias, quando novas remessas da vacina chegarem, a imunização vai passar a ser ofertada também para pessoas com doenças crônicas e comorbidades (quando duas ou mais doenças estão etiologicamente relacionadas) e para os professores, que passaram a integrar o público-alvo da campanha este ano.

Os demais grupos, como presos, trabalhadores do sistema prisional, adolescentes cumprindo medidas socioeducativas e índios serão vacinados mais à frente.

A campanha começou no dia 17 de abril e segue até o dia 26 de maio. No dia 13 será realizado o dia “D” de vacinação em todas as Unidades Básicas e Centros de Saúde.

A vacina protege contra três subtipos da gripe: Influenza tipo B, H3N2 e H1N1. Todos os anos a vacina é aprimorada e modificada e, portanto, mesmo quem se vacinou em anos anteriores deve procurar a imunização novamente.

“A única contraindicação é para os alérgicos ao ovo e os efeitos colaterais são sutis, como vermelhidão no braço”, explica Miralva Cruz.

A meta de vacinação neste ano subiu de 80% para 90% dos grupos prioritários. Dentro do público-alvo, os grupos prioritários que devem ser vacinados em 90% são as crianças de seis meses a quatro anos de idade (26.951), trabalhadores em saúde (6.826), gestantes (4.957), puérperas (815) e idosos (43.349). Isto configura um total de 82.898 pessoas e pelo menos 74.608 precisam ser imunizados.
Share:

Conselheiros do OD de Soledade

Curta Prefeitura de Assunção

Taperoá: Prefeito promete recuperação do Celso Mariz

Rádio Online