terça-feira, 15 de agosto de 2017

Defensoria Pública entra com ação para derrubar fim do racionamento em CG

A Defensoria Pública em Campina Grande vai entrar com uma ação civil pública, na tarde desta terça-feira (15), contestando o fim do racionamento de água em Campina Grande e mais 18 municípios abastecidos pelo açude Epitácio Pessoa, na cidade de Boqueirão. O fim do racionamento está previsto para acontecer no dia 26 deste mês e foi determinado pelo governo do Estado.

De acordo com a Defensoria Pública, o documento vai contestar o fim do racionamento mesmo com o pouco volume armazenado pelo açude que, segundo dados da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), segue com 33,2 milhões de metros cúbicos (m³) armazenados, ou 8,07% da capacidade total de 41,1 milhões de m³.

O fim do racionamento também é contestado pela Câmara Municipal de Campina Grande, que afirma que Boqueirão ainda possui um volume baixo e não garante segurança hídrica para Campina Grande e os demais municípios abastecidos por ele. 

Com posicionamento divergente, o secretário de Recursos Hídricos da Paraíba, João Azevêdo, o fim do racionamento será no dia 26 deste mês, quando o açude Epitácio Pessoa chegará no mínimo a 8,2% da capacidade total.
Share:

São Vicente do Seridó firma parceria com a UFCG

Curta nosso trabalho no facebook

Mais notícias