quarta-feira, 4 de outubro de 2017

LULA SERÁ CANDIDATO, MESMO SE FOR CONDENADO?

247 - Com a consolidação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como líder das pesquisas de intenção de voto para a Presidência em 2018, o PT já fala em insistir na candidatura do petista mesmo que ele seja condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) e fique inelegível pela Lei da Ficha Limpa.

"Achamos que o presidente Lula é inocente, que esse processo não tem provas e que ele não será condenado. Mas, se isso ocorrer, vamos disputar inclusive na Justiça Eleitoral para o Lula ser candidato", afirmou o líder do PT na Câmara, deputado Carlos Zarattini (SP). "O plano B é o Lula, o plano C é o Lula. A militância tem discutido e defendido em reuniões que essa é a única alternativa viável", disse o primeiro-vice-líder da sigla na Casa, o deputado Ságuas Moraes (MT).

A estratégia é recorrer à Justiça Eleitoral, Superior Tribunal de Justiça (STJ) e Supremo Tribunal Federal (STF) por liminares que permitam a candidatura, como já ocorreu com outros políticos enquadrados na Lei da Ficha Limpa. "Quantos prefeitos você já viu concorrerem condenados?", questiona um dos líderes petistas. Se eleito, o PT aposta que dificilmente o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassaria o mandato de Lula - da mesma forma que não cassou a chapa Dilma/Temer - e "respeitaria a vontade das urnas".

O ex-presidente Lula foi condenado pelo juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, a 9 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. 

Lula recorreu da decisão ao TRF-4. Se os desembargadores que avaliam o recurso confirmarem a sentença, o petista pode se tornar ficha suja pela condenação por órgão colegiado e ficar inelegível. 

As informações são de reportagem de Raphael di Cunto e Marcelo Ribeiro no Valor.
Share:

Vereador de Pedra Lavrada diz que enquete foi forjada para prejudicar prefeito

Curta nosso trabalho no facebook

Mais notícias