sábado, 11 de novembro de 2017

Manoel Jr. sinaliza vulnerabilidade do PMDB: “Não pode se isolar, é o extermínio da chapa proporcional”

O vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Junior (PMDB), declarou, na tarde desta quinta-feira (10), que o PMDB não pode se isolar, senão corre o risco de não ter força nas eleições de 2018. O peemedebista ainda tratou sobre uma possível reaproximação entra PMDB e PSB.

O deputado Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) já revelou que não pretende disputar a vaga na Câmara Federal pela sigla, o próprio Manoel Junior é vice-prefeito da Capital, com chances de assumir o cargo de prefeito em 2018 – com Luciano Cartaxo indo para disputa do Governo do Estado. Com esse cenário, o PMDB paraibano fica apenas com Hugo Motta na disputa de deputado federal. Manoel Junior comentou sobre essa conjuntura, e sinalizou uma possível vulnerabilidade do PMDB.

“Tenho um diagnóstico sobre isso. O PMDB não pode se isolar, se for se isolar é praticamente o extermínio da chapa proporcional. Precisamos fazer alianças. E essas alianças precisam ser construídas, como estão sendo construídas no campo das oposições. É dessa forma que acho que vai se conduzir o PMDB”, afirmou Manoel Junior.

Lideranças do PSB tiveram contatos com nomes do PMDB nos últimos meses. Questionado sobre seu posicionamento com relação a possibilidade do PMDB se alinhar novamente ao PSB, do governador Ricardo Coutinho (PSB), Manoel Junior desconversou. “Essa possibilidade inexiste, porque estou no campo da oposição. E duvido que Maranhão queira novamente se lançar num projeto inócuo, se aliar a um governo que não quis o PMDB”, disse.
Share:

São Vicente do Seridó firma parceria com a UFCG

Curta nosso trabalho no facebook

Mais notícias