Sessão da Câmara Municipal de Salgadinho

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

'Não há fatos novos', diz procurador sobre vídeo de Berg Lima

Vereadores e o procurador da Câmara Municipal de Bayeux falaram, em entrevista concedida ao programa Correio Debate da Rede Correio Sat, nesta quarta-feira (10), sobre o novo vídeo que está circulando nas redes sociais e que mostra o prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima, supostamente cobrando e recebendo propina.
O procurador da Câmara de Bayeux, Aécio Farias, disse que não há previsão legal para abrir um novo processo e explicou que não há novos fatos no vídeo divulgado. “Na verdade, nesse vídeo divulgado, não há fatos novos. O fato já está em discussão no poder Judiciário e já se encontra relatado na denúncia apresentada pelo Ministério Público, que foi recebida pelo Tribunal de Justiça. Na nossa visão, o vídeo só vem confirmar os fatos que já foram trazidos à Justiça”.
“Qualquer novo pedido, seja de prisão, seja de qualquer outro de busca, será avaliada pelo Ministério Público, através do seu órgão específico de execução, que é o Gaeco, que está a frente desse processo. Mas sobre o fato, a gente , repito, já tinha conhecimento”, finalizou Aécio.
O vereador Adriano Martins (MDB), autor do primeiro pedido de cassação – derrubado pela Câmara – mostrou mais uma vez repúdio à situação. “Se a Câmara estava preocupada, agora está bem mais. Tenho certeza que aquilo que compete à Casa, a Casa irá fazer. Se esse vídeo novo tivesse sido mostrado à comissão na época da votação, ela [votação] teria sido 17×0, não 10×7”, comentou ele, referindo-se à sessão que julgou a denúncia que pedia a cassação de Berg por suposta prática de infração político-administrativa, em dezembro de 2017.
De acordo com o vereador Zé Baixinho (PPS), Berg será ouvido dia 31 de janeiro. “As testemunhas de defesa se reuniram hoje e ficou decidido que dia 31 desse mês o prefeito afastado será ouvido”.
*Com informações de Ecliton Monteiro, da Rede Correio Sat.
Novo vídeo
Circula nas redes sociais, desde a noite dessa terça-feira (9), um novo vídeo que mostra o prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima, supostamente cobrando e recebendo propina em ocasião diferente da que resultou em flagrante que o levou à prisão, no dia 5 de julho do ano passado, em uma operação do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba, na qual é suspeito de extorquir um prestador de serviços à prefeitura.
No novo vídeo, o gestor afastado aparece em um restaurante, na companhia de algumas pessoas que estão fazendo refeição. Em determinado momento, o homem que estaria gravando o vídeo, que seria aparentemente proprietário do local, segue com Berg para uma conversa mais reservada, em uma sala localizada em um pavimento superior. Durante o deslocamento, o interlocutor do prefeito afastado chega a afirmar: “Vamos refazer nossas contas”. Em seguida, o suposto empresário comenta detalhes sobre uma reforma que faria no local, com a instalação de novos equipamentos.
Já na sala citada, chamada de “QG” pelo homem que estaria gravando o vídeo, Berg Lima é apresentado a uma secretária e, com a saída da mulher do local, o gestor e o interlocutor passam, com volume das vozes reduzido, a tratar sobre valores em dinheiro, que eram citados pelo homem e confirmados por Berg, que fazia sinais positivos com a cabeça e complementava a soma das contas que eram tratadas. Nesse momento, o prefeito afastado teria recebido certa quantia em dinheiro, que teria sido colocada em um envelope.
No fim do vídeo, de maneira enfática, Berg Lima se dirige ao homem e diz: “Deixe eu dizer uma coisa para você: problema entre prefeitura e você, resolva comigo”.
Share:

Chamada Escolar

Chamada Escolar

Curta nosso trabalho no facebook

Mais notícias