quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

POLÍTICA: Cássio diz que Maranhão não tem tantos defeitos como pensava e que aproximação é possível

No próximo mês de abril completa 20 anos do rompimento histórico entre ‘ronaldistas’ e ‘maranhistas’, acontecido no Clube Campestre de Campina Grande, em 1998.

A divisão entre os até então aliados foi herdada por Cássio Cunha Lima, que perpetuou o racha até pouco tempo atrás, momento em que os senadores Cássio Cunha Lima e Maranhão tiveram a oportunidade de conviver lado a lado no Senado brasileiro.

– A vida nos proporciona a oportunidade de experimentar algumas situações. A minha convivência na bancada do Senado com o senador José Maranhão nos aproximou. Na convivência, percebi que ele não tem tanto defeito como eu imaginava, e ele percebeu que eu não tenho tanto defeito como ele pensava. A luta em prol da Paraíba nos aproximou e estivemos lado a lado na conquista pela conclusão da transposição, na triplicação da BR-230 de Cabedelo a Oitizeiro, da duplicação do trecho entre Campina Grande e a Praça do Meio do Mundo, entre outros. Hoje existe uma relação desobstruída e estamos convivendo bem para o bem da Paraíba – afirmou Cássio.

*Informações da Rádio Campina FM
Share:

Escute reportagem especial

Curta nosso trabalho no facebook

Mais notícias