sábado, 26 de maio de 2018

Serra Branca: Câmara votará a favor da criação de cargos, mas vereadores fazem alerta a prefeito e concursados

 A Câmara de Serra Branca realizou uma produtiva sessão na noite desta sexta-feira (25) e na pauta o principal tema discutido foi o projeto enviado pelo Executivo para criação de cargos oferecidos no último concurso público municipal.

A partir de parecer jurídico do assessor legislativo, Dr. Leonardo Souza, os vereadores sinalizaram para votação unânime do projeto enviado pela Prefeitura na próxima sexta-feira, mas alertaram o prefeito Souzinha e os concursados que a matéria possui um erro que poderá prejudica-los no futuro.

Segundo o líder da oposição Guilherme Gaudêncio, o projeto enviado pelo município pede a criação dos cargos na estrutura do município, mas não discrimina as vagas e isso poderá deixar brecha para que o Tribunal impugne o certame. “Nós vamos votar favorável ao projeto, pois até em respeito às pessoas aprovadas no concurso nossa intenção é garantir sua convocação, mas visualizamos um erro infantil e grave que pode prejudicar a conclusão do certame quando de sua validação pelos órgãos de controle”.

O vereador Renan Mamed (PT) foi mais além e criticou a Prefeitura de Serra Branca pela desorganização com um projeto tão sério como é o do concurso público. “Ora, como o prefeito, que tem a sua disposição uma assessoria jurídica, envia um projeto visivelmente falho e que poderá lhe resultar problemas como também aos concursados? Ou é muito despreparo ou já chego a desconfiar que as falhas são intencionais e objetivam melar o concurso e a convocação dos aprovados”, alfinetou o parlamentar.

O presidente da Câmara de Serra Branca, Paulo Sérgio Araújo, disse que espera o parecer por escrito do assessor do Legislativo e como ele já sinalizou para aprovação do projeto colocará em votação na próxima sexta-feira, 02 de junho. Segundo Paulo Sérgio, se o projeto tem erros que assuma a responsabilidade quem o enviou. “Nós faremos a nossa parte. Não somos Executivo e nossa missão é alertar e votar o que é de interesse da população”, sentenciou o presidente.

Os vereadores governistas não se pronunciaram sobre as queixas da oposição e disseram que cabe à assessoria jurídica da Prefeitura esclarecer quaisquer dúvidas.

De Olho no Cariri
Share:

Escute reportagem especial

Extra

Maranhão se diz disposto a unir Oposição

Curta nosso trabalho no facebook

Mais notícias