quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Dirigentes da Rede, em Campina Grande, estão divididos entre João e Lucélio

A Rede Sustentabilidade tem feito jus à condição de partido. Nacionalmente, a sigla fechou aliança com o PV. Marina Silva (Rede) vai disputar a Presidência da República tendo Eduardo Jorge (PV) na condição de vice. Na Paraíba, no entanto, a verticalização não ocorreu. A sigla fechou com o PSB para a disputa estadual. Está na linha de apoio à candidatura de João Azevêdo. O apoio, no entanto, poderá não ser integral. Passados três dias do prazo final da convenções, o presidente do partido, em Campina Grande, Eduardo Gomes, diz que poderá fazer campanha para Lucélio Cartaxo (PV) ou para João Azevêdo.

“A Rede Sustentabilidade, partido da presidenciável Marina Silva, no município de Campina Grande, está num momento decisivo: a quem acompanhará e apoiará na Rainha da Borborema nas eleições de outubro? Se apoiará João Azevedo do PSB ou Lucélio Cartaxo do PV?”, diz trecho da nota divulgado por Eduardo Gomes. “Primeiro Marina Presidente, essa é minha maior preocupação. E a nível Estadual estamos abertos ao dialogo com os interlocutores tanto do PV quanto do PSB. A Rede prega o dialogo e nós em Campina fomos liberados pra irmos pra o caminho que acharmos melhor”, acrescentou.

O presidente estadual da Rede, Gerson Vasconcelos, tem posição menos liberal. Ele alega que o partido está definido em relação ao apoio a João Azevêdo. Ressalta que isso já foi definido em convenção e informado à Justiça Eleitoral. O dirigente prometeu que vai procurar o colega de partido para resolver a questão.

Vai entender…

LF com Suetoni
Share:

Balanço Geral - Correio FM 98.1

Confira os principais destaques do dia!

Escute reportagem especial

Curta nosso trabalho no facebook

Mais notícias