quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Roberto Paulino promete fazer campanha franciscana se não receber fundo partidário: ‘Vou andar até de moto, estou acostumado a sofrer’

O ex-governador Roberto Paulino (MDB) está aguardando a decisão da direção nacional do seu partido quanto à destinação de verbas partidárias para sua candidatura ao Senado Federal. Em resolução interna, a sigla determinou que os valores referentes ao Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) será destinado, prioritariamente, aos candidatos à reeleição, e somente o que sobrar dessa verba será destinada aos demais postulantes.

Paulino disse que o senador José Maranhão (MDB), candidato ao governo do Estado, é quem está conduzindo essa questão junto à direção nacional do partido. ‘Ainda não sei ainda se vou ter acesso ao fundo, mas se não tiver acesso será uma surpresa. Se eu não tiver acesso, vamos ter que fazer a campanha andando de moto. Vou pedir o carro dos amigos emprestado’, ironizou.

De acordo com Roberto, filiados do partido estão pressionando por uma reunião nacional da sigla para que esse impasse seja resolvido. Apesar das dificuldades que pode enfrentar sem ajuda do fundo, ele está otimista com a disputa. ‘Se tiver o mínimo necessário, vou fazer frente ao Cássio. Já passei de Daniella, encostei no Padre e daqui a 8 dias passo o padre e vou competir com Veneziano’, comemorou.

‘Eu espero que tenha um desfecho favorável. Com o fundo vou ter mais estrutura, mais mobilidade para funcionar, mas se não tiver, já estou acostumado a sofrer’, ressaltou. A reportagem ligou para o tesoureiro estadual do MDB, Antônio de Sousa, para saber quais as providências que a sigla está tomando para garantir a verba a Paulino, porém as ligações não foram atendidas até o fechamento da reportagem.

Confira abaixo a resolução do MDB com as diretrizes para a distribuição da verba a ser utilizada na campanha dos candidatos da sigla.


Share:

Balanço Geral - Correio FM 98.1

Confira os principais destaques do dia!

Escute reportagem especial

Curta nosso trabalho no facebook

Mais notícias